Vice-governadora realiza abertura do Fórum Capixaba de Mulheres da Área Tecnológica

0
Foto: Leandro Braga/Vice-Governadoria
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, participou, na manhã deste sábado (6), da abertura do Fórum Capixaba de Mulheres da Área Tecnológica, que faz parte do 10º Congresso Estadual de Profissionais (CEP). O evento é organizado pelo Conselho Regional de Agronomia e Engenharia do Espírito Santo (Crea-ES). A solenidade aconteceu no auditório do Sebrae-ES, em Vitória.

O Fórum reuniu mais de 100 mulheres na platéia e tem como objetivo o fomento às políticas institucionais e sociais voltadas para o público feminino, além da discussão de questões como a igualdade de gênero e paridade salarial, com intervenções no âmbito dos poderes municipal, estadual e federal.

Publicidade Publicidade

Ao fazer a abertura do evento, Jaqueline Moraes parabenizou o Crea-ES pelo movimento de valorização às profissionais do setor, aumentando a participação feminina no sistema Crea – que hoje é de somente 14%.

“Como vice-governadora estou tendo a oportunidade de escrever a história do Espírito Santo, já que sou a primeira mulher a ocupar este espaço, assim como a Lucia Vilarinho, aqui presente, que é também a primeira mulher a ocupar a presidência do Crea-ES. Isto é importante porque incentivamos e damos visibilidade para que mais mulheres se sintam empoderadas a ocuparem seu lugar de fala”, discursou.

Ainda falando sobre os espaços que a mulher pode e deve ocupar na sociedade, Jaqueline Moraes alertou a plateia dizendo que “quando uma mulher reivindica seu lugar de fala, isso não impede nenhum homem de falar também. Mas quando um homem toma o lugar de fala de uma mulher, ele está silenciando a protagonista dessa luta, e isto é machismo e é reproduzir a sociedade patriarcal”, lembrou.

A vice-governadora finalizou seu discurso conclamando os homens a serem apoiadores e aliados da causa, ajudando as mulheres a abrirem mais espaços “para que mais e mais mulheres possam falar a partir da sua própria vivência, da sua própria experiência na sociedade e em todos os lugares de poder”.

A presidente do Crea-ES, a engenheira civil Lúcia Vilarinho, falou como a tecnologia trouxe benefícios e oportunidades incontestáveis para a sociedade. E que, no entanto, as mulheres estão insuficientemente representadas na área tecnológica. E que diante disso, o Crea-ES percebeu a necessidade de lançar o Fórum Capixaba de Mulheres da Área Tecnológica.

Segundo a presidente, esse é o momento ideal para trabalhar a ampliação da participação feminina. “Convido todas a participarem ativamente dos trabalhos desse Fórum, que terá suas primeiras atividades em agosto, e que certamente, com a ajuda de todas, vai conseguir avançar nas discussões que visam ampliar a participação feminina na área tecnológica”, disse.

Comentários no Facebook