O vereador vermelho, do Republicanos, apresentou requerimento na última terça-feira (11) pedindo um estudo de viabilidade para o retorno das aulas presenciais na rede de ensino municipal, o parlamentar pede ainda que a opção de levar ou não o filho para escola seja facultativo aos pais.

Para o pedido, o parlamentar se baseou nas falar do próprio secretário de educação durante prestação de contas na Casa de Leis. Na sessão, o secretário informou que o município se encontra munido com todos os equipamentos de proteção de segurança para uso nas 21 unidades de ensino do município e também nos transportes escolares.

Publicidade Publicidade

Com Vermelho, fizeram parte do requerimento os vereadores Marco Zoim (PSDB), Lúcia Venturim (DEM), Ramon Lambranho (DEM) e Neucilene Côgo (Republicanos) que solicitam a consideração de pelo menos seis pontos para o retorno das aulas de forma presencial, são eles:

Aulas no município encontram-se com suas atividades presenciais suspensas desde 20 de março de 2020 o que corresponde a pouco mais de um ano;

 Alunos classificados de baixa renda em situação de vulnerabilidade social enfrentam grandes dificuldades neste momento de pandemia e que o retorno garantirá a esses alunos uma assistência de qualidade tanto em suas necessidades físicas como psicológicas;

O município se encontra em risco moderado de acordo com a classificação do 54º Mapa de Risco do Governo do Estado, válido de 10 a 16 de maio;

A rede estadual e privada no município em seu retorno nas modalidades presenciais e híbrida obtiveram sucesso sem prejuízo aos usuários e seus familiares;

Os relatos, por eles recebidos, de educadores que não foram assistidos pela municipalidade com equipamentos e internet para o uso no desenvolvimento de seu trabalho remoto enfrentando dificuldades além disso;

E também a imunização dos profissionais da educação que deu início no dia 04 de maio.

“É importante que seja garantida a opção de livre escolha do retorno desses alunos na modalidade presencial para que aqueles que de fato se sentem prejudicados não sejam mais”, disse o vereador Vermelho.

Outra medida solicitada é a possibilidade de realizar um estudo de viabilidade econômica para distribuição de kits de prevenção à Covid-19 para alunos, professores e demais servidores da Secretaria Municipal de Educação, além da testagem de Covid em massa dos alunos, professores e demais profissionais da educação municipal, proporcionando desta forma um retorno mais seguro.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSábado será a vez da Ong Patas Carentes receber visita do grupo de voluntários da Câmara de Castelo
Próximo artigoServidores da Sejus se unem para arrecadar doações ao ES Solidário
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro político e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook