EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade

Não é segredo para ninguém que o atual prefeito de castelo, Domingos Fracarolli (PSDB) mantém um relacionamento com a atual chefe de Gabinete da Câmara Municipal, Zélia Marques, nomeada em janeiro de 2019, enquanto Domingos ainda era presidente do legislativo municipal, para atuar como Chefe de Gabinete, um cargo comissionado.

Zélia Marques nomeada em janeiro de 2019 com salário de R$ 3.859,95

Apesar da nomeação da irmã do vereador vermelho, atual Presidente da Câmara Municipal de Castelo, Gregiane Bortoli, ter ocorrido na prefeitura só em abril de 2019, pelo ex-prefeito cassado Luiz Carlos Piassi (MDB), a mesma, segundo especialistas não poderia permanecer no cargo após Domingos Fracaroli ter sido eleito prefeito do município, uma vez que ambas as nomeações podem gerar favorecimento de agentes políticos previsto no art. 37 da Constituição Federal, e art. 32, VI, da Constituição Estadual do Espírito Santo.

Publicidade Publicidade

>> NEPOTISMO CRUZADO: Domingos Fracaroli nomeia mãe, irmã e esposa de vereadores na prefeitura de Castelo

Em março de 2020, quem teve sua nomeação decretada pelo prefeito Domingos foi a cunhada do vereador do Solidariedades, o Vermelho, Cristiane Lúcio Pastore.

Tanto nos corredores da prefeitura, quanto no pátio (garagem) da Câmara Municipal as conversas que rolam é que Domingos estaria “pagando dívidas” a vermelho, já que o vereador manteve em um dos maiores cargos do legislativo, com salário bruto de cerca de R$ 3.859,95, a “mulher do prefeito”.

Uma vez que mantida Zélia Marques na chefia de gabinete da Câmara, a irmã do edil teria seu emprego mantido e seguro na prefeitura. A recente nomeação da cunhada do Vermelho demonstra que a “dívida” ainda não acabou.

>> Surgem novos nomes de parentes de vereadores comissionados na prefeitura de Castelo

Uma servidora que preferiu não se identificar, com medo de retaliações dentro da própria prefeitura, informou que o que se ouve nos bastidores é um possível acordo entre ambos o chefe do executivo e também do legislativo: “mantém Zélia lá que mantenho seu pessoal aqui”.

Servidores também denunciam que Zélia estaria nomeada na câmara porém atuando na prefeitura.

Questionado, o presidente da Câmara, Vereador Vermelho, confirmou que Zélia é servidora comissionada na Câmara de Castelo e negou o fato da mesma estar prestando serviços a prefeitura ao invés da câmara.

“Zélia é funcionária da câmara e inclusive cumpre com o seu horário de trabalho. Tanto que isso pode ser comprovado na sua folha de ponto”, disse.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEstado lança Cadastro Inteligente para facilitar restituição de celulares roubados, furtados e perdidos
Próximo artigoAbono salarial do PIS/Pasep começa a ser pago hoje
Avatar
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 0003512/ES, articulista e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito de Guarapari em 2016, além de coordenador de campanha eleitoral para deputado estadual em 2018. Fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook