Nesta sexta-feira, 17, é comemorado o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Para celebrar a data, a Unimed Sul Capixaba preparou uma vasta programação de palestras e ações durante todo o mês de setembro, voltados para o cuidado e a proteção dos pacientes. As palestras, que iniciaram no dia 9 e vão até 28 de setembro, são gratuitas e on-line pela plataforma Zoom, tendo como público-alvo colaboradores, cooperados e clientes.

O Dia Mundial de Segurança do Paciente foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2019, sendo escolhida a cor laranja para representar o tema. Neste ano, a data traz a temática “Cuidado Materno e Neonatal Seguro”, em prol da redução da mortalidade materna e neonatal e da garantia de direitos básicos para o parto e para o nascimento seguro no Brasil.

Publicidade Publicidade

Na programação da Unimed Sul Capixaba, as palestras incluem temas como “Maternidade x Covid-19”; “Paciente Seguro”; “Foco para segurança do paciente durante o pré-natal”; “Cultura de Segurança do Paciente”; “Segurança do paciente recém-nascido”; “Implantação de um parto seguro”, além de um concurso de vídeo que premiará três colaboradores que fizerem vídeos de até 15 segundos,  abordando o tema “Cuidado Materno e Neonatal Seguro” e/ou “O cuidado seguro está em nossas mãos”. Como critérios para a escolha dos vencedores serão avaliadas a originalidade, criatividade e a relevância do conteúdo.

Durante o mês, o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) também realizará ações internas nas áreas assistenciais e administrativas.  De acordo com a diretora Técnica do Hospital Unimed em Cachoeiro de Itapemirim, Fabiana Coelho, o NSP tem papel fundamental no desenvolvimento da qualidade e da segurança em toda Unimed Sul, promovendo ações de prevenção, controle e mitigação de incidentes, além da integração dos setores, com a articulação dos processos de trabalho e das informações que impactam nos riscos ao paciente.

“A Unimed Sul vem desenvolvendo sistematicamente ações internas com o propósito de disseminação de normas e rotinas para a melhoria dos serviços prestados, tornando a assistência cada vez mais segura.  Considerado o mês da Segurança do Paciente, planejamos uma programação para envolvimento de nossos colaboradores e clientes, visando aumentar a conscientização sobre o tema, fortalecer a parceria entre pacientes e colaboradores, revisar protocolos e estimular a cultura de segurança e a gestão de riscos em toda organização”, afirma.

A diretora destaca que a cooperativa possui diferentes indicadores de segurança do paciente para verificar a efetividade dos resultados e desenvolve programas educativos para aprimorá-los, além de treinamentos que já qualificaram 824 colaboradores em segurança do paciente somente neste ano. “Um time de alta performance só alcança bons resultados quando todos os profissionais envolvidos na assistência conseguem ver a segurança do paciente como o foco principal”, completa.

Tecnologia na assistência à segurança do paciente

O uso de novas tecnologias vem proporcionando avanços nos serviços da Unimed Sul Capixaba e auxiliando a segurança na assistência. Segundo o diretor-presidente da cooperativa, Leandro Baptista, uma importante ferramenta implementada no Hospital Unimed foi a Robô Laura, uma inteligência artificial inédita no Estado, capaz de monitorar os pacientes e identificar aqueles com maior trajetória de risco, permitindo a intervenção precoce da equipe assistencial. “Esta tecnologia consegue agilizar processos para o tratamento e mediação, e analisar e entender as áreas operacionais e dados do hospital, auxiliando as equipes no gerenciamento de processos, tarefas e projetos”, afirma.

Na unidade, os prontuários também são todos eletrônicos e uma ferramenta de gestão de risco permite identificar os principais riscos no hospital. As equipes atuam com decisões baseadas em informações em tempo real e históricas, que são disponibilizadas pelo processo de Business Intelligence (BI), utilizando tecnologias para automação, tratamento e análise de dados. Para assegurar a segurança na aplicação das medicações, a checagem beira leito permite uma conferência eletrônica por meio de um código de barras presente na pulseira de identificação do paciente, que verifica e confirma a identificação do paciente e o medicamento a ser utilizado

Comentários no Facebook