Nesta sexta-feira (29), o ouvidor do Sistema Único de Saúde (SUS) da Secretaria da Saúde (Sesa), Rafael Vulpi Caliari, será um dos palestrantes do II Encontro de Ouvidores do SUS de Sergipe. O objetivo do encontro é integrar a rede de ouvidorias do SUS do estado de Sergipe, para qualificar os processos de trabalho, e apresentar as potencialidades das Ouvidorias no apoio à gestão para melhoria do SUS.

Rafael Vulpi vai levar a palestra “Processos de Formação para as Ouvidorias do SUS”, que trata sobre como, no dia a dia, é possível qualificar os processos de trabalho da Ouvidoria, como se faz uma formação de qualidade e como se utiliza as manifestações sociais de modo a qualificar o trabalho da Ouvidoria do SUS.

Publicidade Publicidade

Na programação do evento constam também palestras com especialistas da área e ouvidores de diversas instituições públicas de todo Brasil, entre eles o procurador de Justiça e ouvidor geral do Ministério Público de Sergipe, Carlos Augusto Alcântara Machado; a ouvidora do hospital Universitário de Sergipe, Jucélia Coutinho Barros Macedo; e a ouvidora geral do SUS de São Paulo, Patrícia Camargo.

 

Workshop em Vila Pavão

Na última terça-feira (26), o ouvidor do Sistema Único de Saúde (SUS) da Secretaria da Saúde (Sesa), Rafael Vulpi Caliari, foi um dos palestrantes do workshop em Ouvidoria e Sistema Único de Saúde, que também teve a apresentação de Emiliana Almeida D’Oliveira, apoio na articulação entre as ouvidorias municipais de saúde e a Ouvidoria da Saúde do Espírito Santo.

O encontro aconteceu em Vila Pavão, na macrorregião norte do Espírito Santo, e contou também com a participação do prefeito Irineu Wutke, secretários municipais, trabalhadores da Saúde e a comunidade em geral.

De acordo com Caliari, o workshop teve como objetivo fortalecer a democracia participativa da população enquanto instrumento de participação social e aperfeiçoamento dos serviços prestados. Ele explicou que durante o evento, as pessoas disseram não saber o que era uma Ouvidoria e o seu papel de aproximação entre comunidade e poder público, e ficaram surpresos ao entender que o canal vai além do esclarecimento de dúvidas e reclamações.

“Apresentar o papel da ouvidoria dentro do SUS, a importância da ouvidoria como participação social para recebimento de manifestações da população, do cidadão, dos trabalhadores da Saúde, da melhoria do sistema de Saúde como um todo. Apresentamos todo trabalho da Ouvidoria, o quanto ela pode auxiliar a gestão na melhoria dos processos e nas próprias políticas”, disse.

Na ocasião, a população também teve a oportunidade de registrar suas manifestações em formulários da Ouvidoria da Sesa, serviço que Caliari chama de Ouvidoria Itinerante.

“Nossa meta é que até o final desses quatro anos de gestão, todos os 78 municípios do Estado tenham pelo menos um ponto de apoio de ouvidoria e que, grande parte desses municípios tenham uma ouvidoria do SUS implementada”, destacou.

Comentários no Facebook