Na programação estavam mostras de trabalhos do Atendimento Educacional Especializado, testemunhos de mães de alunos, minicursos e oficinas.

A Superintendência Regional de Educação (SRE) de Colatina realizou, na última quarta-feira (30), o I Seminário da Educação Especial, com o tema “Vivendo a diversidade da educação inclusiva em sala de aula nos dias atuais”. Entre as ações da programação estavam mostra de trabalhos do Atendimento Educacional Especializado (AEE) nas escolas, testemunhos de mães de alunos, minicursos e oficinas.

Publicidade Publicidade

Um dos minicursos abordou uma importante discussão sobre o professor do AEE como elo entre o aluno e o professor de sala regular, ministrada pela técnica da Sedu Sônia Aparecida Alvarenga. Entre os convidados também estiveram o Juiz da Infância e Juventude Ewerton Nicoli, Dra. Maria Cristina Rocha Pimentel, do Ministério Público do Espírito Santo e o Promotor Marcelo Ferraz Volpato.

“Não tenho palavras que definam a alegria pelo resultado do trabalho de hoje. Profissionalismo e afeto”, destacou a superintendente de Colatina, Maricélis Caetano Engelhardt.

Atendimento Educacional Especializado

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) é a provisão de recursos, serviços e profissionais que possibilitem os processos de escolarização dos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação.

Segundo a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2008), o atendimento educacional especializado objetiva a identificação, elaboração e organização de recursos pedagógicos e de acessibilidade com vistas à autonomia e independência na escola e fora dela, por meio de programas de enriquecimento curricular, do ensino de linguagens e códigos específicos de comunicação e sinalização, de ajudas técnicas e tecnologia assistiva, diferenciando-se das atividades de sala de aula comum, com continuidade de estudos nos demais níveis de ensino e não substituindo a escolarização.

Comentários no Facebook