Sem previsão para o retorno das aulas por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), mais de 5.000 alunos da rede de ensino em Castelo terão atividades de forma remota.

Nesta terça-feira (30) professores e diretores escolares iniciaram uma mobilização por meio de grupos de WhatsApp com pais e alunos. A intenção é que seja feito um levantamento de quantos alunos possuem acesso a internet.

Publicidade Publicidade

Segundo informações o primeiro passo é a realização de uma pesquisa em caráter de urgência para envio das atividades domiciliares (para casa) aos alunos.

No questionário os pais são submetidos a indicar a escola em que o aluno estuda, bem como o ano que está cursando, e-mail do estudante, se possui computador ou aparelho de telefone celular com acesso a internet, há também a opção onde os pais poderão indicar qual é o melhor meio para que as atividades cheguem ao aluno, seja ela por e-mail ou pelo aplicativo de WhatsApp. Confira o questionário aqui.

Por um áudio vazado na tarde desta terça-feira em grupos de WhatsApp uma diretora escolar que não foi identificada pela redação explica que a previsão da Secretaria Municipal de Educação de Castelo é que as aulas sejam suspensas por mais dois meses.

No áudio a diretora informa ainda que a intenção é de que o levantamento seja realizado até a próxima quinta-feira (03).

A redação entrou em contato com a secretária de educação para comentar sobre o assunto, mas até o fechamento da reportagem não obteve retorno.

Um professor que preferiu não se identificar julga a medida a ser aplicada como prudente e eficaz. “Eu particularmente gostei, já que as aulas devem continuar suspensas para que não haja aglomeração de pessoas. Para isso medidas precisaram ser tomadas para que os alunos não fiquem sem suas atividades.A ideia é, manter os alunos atualizados em relação aos conteúdos para que não percam o chamado fio da meada”, contou.

Comentários no Facebook