Selo Turismo Responsável tem adesão de 500 empreendimentos capixabas

0
DETRAN VERÃO 21 Publicidade EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Já são 500 os empreendimentos no Espírito Santo que aderiram ao selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. A adesão ao selo significa o cumprimento dos protocolos sanitários de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19) pelos empreendimentos e serviços do turismo capixaba. No Brasil 26.012 selos já foram emitidos.

O selo Turismo Responsável é dirigido às 15 atividades econômicas que integram o Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas (Cadastur). Para cada uma destas atividades, há protocolos específicos de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19). Meios de hospedagem, agências de turismo, guias de turismo, restaurantes e transportadoras são as atividades que lideram no número de adesões no Estado.  

Publicidade Publicidade

O secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, enfatiza a importância da adesão e do cumprimento de todas as recomendações sanitárias, preservando a vida dos colaboradores de cada empreendimento e dos clientes. “O grande objetivo do selo é qualificar os serviços que compõem a cadeia produtiva do turismo. A adesão a estes protocolos, incentivados pelo Governo do Estado, tornam o destino Espírito Santo uma opção segura para todos”, destaca Uliana.

A adesão ao selo é gratuita e totalmente on-line pelo site www.turismo.gov.br/seloresponsavel. O selo está disponível para 15 atividades turísticas, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições e guias de turismo.

Cada segmento conta com um protocolo sanitário específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor a partir de diretrizes internacionais. Também há um protocolo destinado exclusivamente aos turistas, com atitudes que protegem a todos. Os documentos foram validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Comentários no Facebook