Sefaz se reúne com Secretaria de Direitos Humanos para tratar captação de recursos federais

0

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) recebeu representantes da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH) em reunião nesta terça-feira (9). Na pauta, a captação de recursos federais para projetos voltados à população em situação de rua e dependentes químicos. A iniciativa faz parte de ações de reestruturação da área de captação de recursos voluntários do Tesouro Estadual, que envolvem medidas para ampliar o acesso a fontes de financiamento e aumentar a qualidade da gestão de convênios de receita.

O secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, contou que mais reuniões como essa vão acontecer com diversos órgãos. “A perspectiva é estabelecermos maior aproximação com órgãos e entidades estaduais para entender melhor as demandas e, com isso, oferecer soluções para financiamento de projetos com recursos voluntários”, comenta.

Publicidade

Carlos Lopes, subsecretário de Políticas sobre Drogas da SEDH, reiterou a necessidade de estabelecer diálogos com todas as secretarias de governo para a implementação de políticas públicas efetivas e transversais. “A parceria na área de captação de recursos federais com a Sefaz será muito importante para ajudar viabilizar alguns projetos e ações que temos intenção de implementar, mas que ainda dependem de fontes de financiamento”, pontua.

Os consultores do Tesouro Estadual, Alexandre Gerbara e Eduardo Araújo, participaram da reunião representando a Sefaz. Já a SEDH, além do subsecretário, estavam presentes a subsecretária de Direitos Humanos, Raiana Rangel; a gerente de juventude, Aline Passos; a gerente de igualdade racial, Neiriele Marques; e os assessores técnicos Saulo Salvador e Carla Lugão.

Saiba mais

A coordenação da área de captação de recursos voluntários no Estado do Espírito Santo (envolvendo convênios, contratos de repasse e instrumentos congêneres) é de responsabilidade do Tesouro Estadual. Mais informações da área no email: suref@sefaz.es.gov.br.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.