Secult vai entregar instrumentos para ensino musical no Estado

0
Foto: Erika Piskac - Secult

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), vai publicar nesta segunda-feira (13) dois Editais de Chamamento Público para entidades que promovem o ensino musical. O objetivo é fortalecer e ampliar as bandas civis do Estado, tornando mais abrangente o acesso ao aprendizado musical, através de aulas gratuitas.

Serão contempladas até 51 entidades e organizações da sociedade civil (OSC) que receberão um total de 907 instrumentos musicais (trompete, trombone, tuba, flauta, clarinete, percussão, entre outros) para subsidiar o ensino, a formação e fortalecimento das bandas. O valor da aquisição é de aproximadamente R$ 735 mil.

Publicidade Publicidade

Para se inscrever o proponente deverá acessar o site da Secult até o dia 14 de junho e clicar nos seguintes links:


– 01/2019: Aquisição de instrumentos para o fortalecimento da música no Estado do Espírito Santo 

– 02/2019: Espírito Santo Musical – aquisição de instrumentos musicais para revitalização e ampliação das Bandas Civis do Estado 

De acordo com a gerente de Territórios e Diversidade da Secult, Karen Velentim. “Estes editais são resultado de mais um trabalho que abraça diversos territórios e possibilita maior acesso à prática e desenvolvimento musical em todo Espírito Santo”, destaca.

Ensino da música

As organizações da sociedade civil que pretendem participar dos editais deverão apresentar um Plano de Trabalho com um conjunto de ações, atividades e/ou oficinas, que beneficiam crianças, adolescentes e jovens por meio de aulas teóricas e práticas.  Haverá um terceiro edital, com previsão de lançamento para setembro, que contemplará projetos localizados nas regiões sul, Caparaó, central serrana, sudoeste, litoral sul e central sul.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.