O secretário da Saúde, Nésio Fernandes, participou da Assembleia do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e da 10ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). Os eventos aconteceram nesta quarta-feira (27) e quinta-feira (28) em Brasília.

O Conass realizou o “Seminário Internacional Conass Debate – Cuidados Continuados e Integrados: um desafio para o presente”. O evento, que foi transmitido via teleconferência para diversos países, teve como objetivo debater os caminhos que o Brasil precisa adotar no que diz respeito aos cuidados continuados e integrados dentre os quais se inserem também os cuidados paliativos, à luz do que já foi feito por outros países, conhecendo seus erros e acertos.

Publicidade Publicidade

Entre os palestrantes, a médica Ana Claudia Arantes, especialista em Cuidados Paliativos pelo Instituto Pallium e Universidade de Oxford, falou sobre como envelhecemos e morremos no século XXI.

Nésio Fernandes, que também é vice-presidente para a região Sudeste da diretoria do Conass, ressaltou a importância do tema e relevância de trazê-lo para a debate. “É uma área que a gente quer avançar no Espírito Santo na questão de cuidados paliativos e dos cuidados prolongados de pacientes que têm necessidade de internação de longa permanência. Foram temas muito bem abordados de como organizar o cuidado em toda a rede nos diversos níveis”, disse.

Além do debate, os gestores estaduais de saúde também se reuniram para a Assembleia do Conass para discutir a situação dos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS, o Proadi-SUS; a portaria que trata da reformulação do regulamento técnico da Central Nacional de Regulação da Alta Complexidade (CNRAC) e das Centrais Estaduais de Regulação da Alta Complexidade (CERAC); e as minutas de portarias que foram encaminhadas à Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

A reunião teve também apresentações e discussões a respeito da situação epidemiológica da malária, feita por representantes do Ministério da Saúde, além do “Painel de Apoio à Gestão: Financiamento – consulta dos valores do novo modelo de financiamento da APS” e resultados do Projeto Aedes na Mira, feitas por representantes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

“Durante a reunião houve a aprovação de importantes portarias sendo uma delas a que prorroga o prazo para mais 24 meses para todos os recursos de projetos que tinham prazo de vencimento de execução de compra de materiais e equipamentos agora em dezembro”, disse o secretário.

Comentários no Facebook