Secretaria de Direitos Humanos adere ao programa ‘Juventude Empreendedora’

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), aderiu ao programa “Juventude Empreendedora”, uma realização do Conselho Nacional da Juventude, que oferece cursos gratuitos para capacitação de empreendedorismo. As inscrições ocorreram até esta quarta-feira (17).

A primeira etapa de capacitação começou no dia 15 de junho e segue até o dia 19 deste mês, com aulas on-line. Entretanto, como as inscrições foram até esta quarta-feira (17), aqueles que se inscreverem ainda conseguirão assistir aos três primeiros dias de aulas, que ficaram gravadas. O curso está disponível em oito países.

Publicidade Publicidade

Jovens de 17 a 29 anos podem se inscrever pelo site https://www.juventudeempreendedora.com. O objetivo é ensinar como realizar a abertura e a manutenção de negócios com baixo investimento, em meio à crise causada pelo novo Coronavírus (Covid-19). A primeira etapa de capacitação começou no dia 15 de junho e vai até o dia 19, com aulas on-line.

O projeto foi idealizado pelo Fórum da Juventude, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, e realizado pelo Conselho Nacional da Juventude do Brasil, em parceria com a Agência Besouro de Fomento Social. As aulas on-line utilizam uma metodologia que ensina a transformar ideias em negócios que gerem renda, com baixo custo, em 11 etapas. Dentre os assuntos estão finanças, comunicação on-line e off-line e gestão de pessoas.

“A iniciativa do Governo Federal em disponibilizar cursos EaD sobre o empreendedorismo, traz a perspectiva de alternativas, principalmente, no momento em que estamos vivendo. É importante oportunizar e capacitar a nossa juventude”, comentou a gerente de Políticas para a Juventude da SEDH, Fabricia Barbosa.

O método do programa já foi aplicado em 12 países, com mais de 12 mil alunos capacitados, quatro mil negócios abertos anualmente, 100 mil pessoas impactadas indiretamente e renda acumulada acima de R$ 120 milhões.   Os resultados do programa serão usados para influenciar políticas e projetos para juventudes, além de engajar jovens em debates relacionados à crise causada pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

 

Comentários no Facebook