De janeiro até essa quinta-feira (12), o Espírito Santo teve 12 notificações de casos suspeitos da doença. Campanha de vacinação terminou nesta sexta-feira (13).

A Secretaria da Saúde (Sesa) registrou, entre os dias 1º de janeiro e 12 de março deste ano, um total de 12 notificações de casos suspeitos de Sarampo. Desses, 11 casos foram descartados e um segue em investigação.

Publicidade Publicidade

A única forma de bloquear qualquer possibilidade de entrada do sarampo no Estado é por meio da vacinação, cuja campanha nacional terminou hoje, sexta-feira (13).

A doença

O Sarampo é uma doença viral de elevada contagiosidade, cuja transmissão ocorre por meio de secreções nasofaríngeas, expelidas ao tossir, espirrar e falar. Casos graves podem levar ao óbito.

Os principais sintomas são febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal-estar intenso. Após esses sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.

Esquema vacinal

Deve ser aplicada uma dose de vacina tríplice viral aos 12 meses de idade e uma dose de vacina tetra viral aos 15 meses de idade. Além disso, continua sendo administrada a dose zero da tríplice viral em crianças de 6 a 11 meses de vida, devido ao risco epidemiológico do sarampo.

Comentários no Facebook