Durante o Carnaval, muitas pessoas viajam e essa pode ser a brecha para o Aedes aegypti encontrar criadouros nas casas, propiciando o desenvolvimento do mosquito transmissor de doenças, como a dengue, a zika e a chikungunya. Quem se prepara para viajar, deve redobrar os cuidados para evitar o avanço dessas doenças.

Antes de pegar a estrada, o morador deve verificar se não está deixando no imóvel recipientes que possam acumular água e servir como criadouro para as larvas do mosquito.

Publicidade Publicidade

É preciso, por exemplo, prestar atenção em plantas, como bromélias, ocos de árvores, além dos ralos e coletores de água de geladeira, ar-condicionado e vaso sanitário, que deve ficar com a tampa fechada.

No entanto, as mesmas recomendações devem ser seguidas por quem aluga uma casa para temporada e vai entregar o imóvel após o feriado. Nesses imóveis é preciso realizar uma vistoria cuidadosa em vasos de plantas, baldes, piscinas, vasos sanitários, garrafas e qualquer objeto que possa acumular água durante a ausência das pessoas.

Veja aqui o 7º boletim da dengue.

Veja aqui o 7º boletim de zika.

Veja aqui o 7º boletim chikungunya.

Comentários no Facebook