A Secretaria da Saúde (Sesa) registrou, até esta quinta-feira (21), um total de 282 notificações de casos suspeitos de sarampo no Espírito Santo em 2019. Desses, 266 foram descartados, dois foram confirmados e 14 seguem em investigação.

 

Publicidade Publicidade

Segunda etapa da Campanha de Vacinação contra o sarampo

Na última segunda-feira (18), teve início da segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que seguirá até o próximo dia 30. Nesta fase será realizada a imunização, de forma seletiva, de jovens adultos entre 20 a 29 anos não vacinados ou com a caderneta de vacinação incompleta.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Sesa, Danielle Grillo, 657.746 pessoas de 20 a 29 anos no Espírito Santo deverão ter a caderneta de vacinação avaliada no período da campanha, cujo “Dia D” de mobilização acontece no dia 30 de novembro.

“Diante do cenário epidemiológico do Brasil e das baixas coberturas vacinais, há a necessidade de realização da campanha de vacinação seletiva contra o sarampo para esse público de 20 a 29 anos, com objetivo de captar jovens não vacinados ou com esquema de vacinação incompleto, reduzindo o risco de adoecimento ou até mesmo a morte dessas pessoas. Todos os jovens nessa faixa de idade devem ter duas doses da vacina com o componente sarampo na sua caderneta de vacinação”, disse.

Serão disponibilizadas as vacinas da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), administradas de forma seletiva, e que deverão ter duas doses do componente sarampo, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. As vacinas estarão disponíveis em 493 salas de vacinas de norte a sul do Estado.

 

Vacinação contra sarampo para as crianças

O Espírito Santo bateu a meta de cobertura vacinal na primeira etapa da Campanha de Vacinação contra o Sarampo, voltada às crianças. Foram 106,63% de índice de cobertura vacinal da tríplice viral (D1) para crianças com 1 ano de idade. Dos 78 municípios capixabas, 68 superaram a meta de 95% para a vacina. A cobertura vacinal da tríplice viral (Dose Zero) para crianças de 6 a 11 meses de idade atingiu 110,43% de índice.

Danielle Grillo informa que, mesmo com a cobertura vacinal das crianças alcançada, durante a segunda fase da campanha se manterá a intensificação com a dose zero da tríplice viral para crianças de 6 meses a menores de 1 ano de idade e a rotina de vacinação do Calendário da Criança (D1 e D2).

 

A doença

O sarampo é uma doença viral de elevada contagiosidade, cuja a transmissão ocorre por meio de secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar e falar. Casos graves podem levar ao óbito.

Os principais sintomas são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza, congestão nasal e mal-estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.

Comentários no Facebook