source
null
Reprodução: iG Minas Gerais

undefined

O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República ( PGR ) nesta quarta-feira (24) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , após ter participado de eventos públicos uma semana após ter testado positivo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Publicidade Publicidade

No dia 16 de fevereiro, o ministro testou positivo para Covid-19 . Na última terça (23), 8 dias depois do diagnóstico, participou de ao menos dois eventos públicos, um deles no Palácio do Planalto, onde Jair Bolsonaro estava presente.

Segundo Padilha , Salles desrespeitou a legislação ao não usar máscara:

“Além de querer passar a boiada na destruição das leis ambientais, o ministro Ricardo Salles parece querer passar covid-19 para todos que encontra, crime sanitário explícito que precisa ser impedido”.

Você viu?

Em um evento com deputados da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA),onde cerca de 60 pessoas estavam reunidas, Salles discursou sem usar máscara.

“A Frente Parlamentar da Agropecuária informa que não tinha conhecimento sobre o quadro acima e pede que os convidados da reunião desta terça-feira (23/02) monitorem quaisquer sintomas. Pedimos desculpas por qualquer transtorno e seguimos à disposição para qualquer esclarecimento”, diz o grupo em nota divulgada nesta quarta.

Mais tarde, participou de evento no Planalto onde participaram dezenas de prefeitos. Durante o encontro, o ministro cumprimentou o responsável pela pasta da Economia , Paulo Guedes , de 71 anos, que faz parte do grupo de risco da doença.

Comentários no Facebook