Projeto leva oficinas de grafite a adolescentes da Unis

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Com o intuito de ampliar o acesso às práticas culturais, adolescentes da Unidade de Internação Socioeducativa (Unis), em Cariacica, estão participando de oficinas de grafite. O projeto, intitulado “Grafitando a Unis”, é promovido pela Associação Grupo Orgulho Liberdade e Dignidade (Gold), em parceria com o Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) e a Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Iniciado no dia 02 de agosto, a iniciativa contempla atividades que envolvem aprendizado teórico e na prática sobre a arte urbana. Nos primeiros dois encontros, os socioeducandos puderam conhecer a história do grafite no Brasil e no mundo, sua evolução, os elementos do Hip-Hop e também aprenderam sobre Direitos Humanos e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Publicidade Publicidade

O projeto surgiu de uma demanda dos próprios adolescentes, que demonstraram o interesse em ter contato com esta expressão artística, como conta a responsável pelo projeto, Débora Sabará. “Após uma conversa entre a Associação Gold e os socioeducandos da Unidade sobre o desejo de terem contato com alguma expressão cultural, o Grafite foi a arte escolhida para ser trabalhada”, disse.

Nessa sexta-feira (23), os socioeducandos iniciarão as aulas práticas e aprenderão a confeccionar os desenhos e utilizar os sprays, luvas e máscaras. Já foram realizadas três oficinas teóricas de um total de 14 encontros. O projeto segue até o mês de novembro.

Os desenhos serão produzidos no próprio espaço da Unis como forma de adornar o ambiente e para que os familiares tenham acesso ao trabalho artístico desenvolvido pelos adolescentes.

Comentários no Facebook