Cerca de 200 pessoas participaram das apresentações do projeto Capacitar para Legislar nas microrregiões Caparaó, Central Sul e Litoral Sul. Os eventos foram realizados nas Câmaras Municipais de Guaçuí, de Cachoeiro de Itapemirim e de Anchieta, respectivamente.

Anfitrião da aula inaugural desta sexta-feira (11), o presidente da Câmara de Municipal de Anchieta, vereador Cleber Pombo, destacou que a capacitação é uma oportunidade que deve ser abraçada pelos vereadores e servidores dos Legislativos Municipais e que contribuirá para que tenhamos uma legislação melhor.

Publicidade Publicidade

O vereador de Marataízes Willian de Souza Duarte representou a Associação das Câmaras Municipais e de Vereadores do Espírito Santo (Ascamves) no evento da Microrregião Litoral Sul. Segundo ele, as capacitações vêm ao encontro do princípio primordial que motivou a criação da Ascamves: a construção de um Legislativo ético e transparente por meio da qualificação contínua de vereadores e funcionários das Câmaras Municipais.

Em Cachoeiro de Itapemirim, o vereador Alexon Soares Cipriano, presidente da Câmara Municipal e coordenador da Ascamves, também elogiou o programa apresentado na Casa de Leis nessa quinta-feira (10). “É sempre importante nos prepararmos para cumprir o nosso mandato com excelência, priorizando os interesses coletivos e dentro da legalidade. E esses cursos são fundamentais. Parabenizamos a Ascamves e todos os parceiros pela iniciativa”, afirmou.

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Guaçuí, Ângelo Moreira, a qualificação de vereadores e servidores é fundamental para oferecer excelência no serviço prestado para a população. “Na semana passada fizemos um curso de três dias sobre compras governamentais, em parceria com a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), e foi um sucesso. Agora vamos oferecer novas capacitações dentro da parceria firmada”, salientou. O município recebeu a aula inaugural do projeto nessa quarta-feira (09).

Representando a Secretaria da Casa Civil, o subsecretário para Relações Institucionais, Marcos Marinho Delmaestro, afirma que o projeto foi idealizado com os objetivos de valorizar o trabalho dos vereadores, tão importante para o desenvolvimento local; e de fortalecer o diálogo com esses representantes da população.  “O diálogo é uma das marcas do nosso Governo. Por isso, além de colocar toda a grade de cursos da Esesp à disposição das Câmaras, estamos disponibilizamos na Secretaria da Casa Civil uma sala equipada para os vereadores utilizarem quando estiverem em Vitória”, salientou.

Conduzidas por docentes da Esesp, as primeiras capacitações ofertadas já estão com inscrições abertas. Os cursos disponíveis inicialmente são: “Ética e Serviço Público” e “Elaboração de Termo de Referência”, ambos na modalidade de Educação a Distância (EAD).

De acordo com a diretora-presidente da Esesp, Nelci Gazzoni, atualmente a instituição dispõe de 15 cursos nessa modalidade já prontos para serem disponibilizados, além de cerca de 100 opções presenciais. “Todas as soluções educacionais da instituição estarão à disposição dos vereadores e servidores das Câmaras Municipais”, afirmou.

Também fazem parte da iniciativa o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes), que irão fomentar o programa com dados e indicadores das microrregiões.

Comentários no Facebook