O Programa de Concessões e Parcerias do Estado do Espírito Santo abriu, nesta segunda-feira (25), mais duas sondagens de mercado: construção de uma rede de alta velocidade no Estado; e a concessão do Parque da Prainha, em Vila Velha. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande durante o Fórum Regional PPPs e Concessões – Espírito Santo, que acontece em Vitória. A partir de agora, encontram-se abertas as marcações de agendas para as empresas apresentarem suas propostas.

O governador ressaltou a disposição de ampliar as parcerias do Estado com o setor privado. Casagrande disse, no entanto, que precisamos de um Governo forte para controlar essas parcerias. “O governo não pode perder o poder de investimento com recurso próprio e depender exclusivamente de investimento através do setor privado. Não podemos transferir todos as obrigações ao setor privado”, comentou.

Publicidade Publicidade

Ele citou outros modelos de PPPs que já estão em funcionamento e explicou que o Estado conta com um Fundo Garantidor, hoje com saldo de R$ 20 milhões. “À medida que vamos firmando parcerias, vamos ampliando o Fundo”, disse Casagrande, que também mencionou que o Espírito Santo é o estado mais organizado do País desde 2012, em sua última gestão. Este ano, o Governo criou um Fundo Soberano com recursos do petróleo, dando mais segurança para se investir no Estado.

Para o diretor-presidente do Bandes, coordenador do Programa, Maurício Cézar Duque, a carteira de projetos em andamento do Estado do Espírito Santo tem buscado criar um ambiente atrativo e transparente para participação da iniciativa privada. “O Programa de Concessões e Parcerias, lançado há seis meses, tem ganhado destaque na gestão do Governo capixaba para o desenvolvimento de novos projetos. Buscamos ampliar a colaboração entre o Estado e a iniciativa privada com objetivo implantar e melhorar a oferta de serviços prestados à população”, destacou.

O secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, explica que o Estado pretende com essas novas sondagens de mercado buscar, a partir da tecnologia e da inovação, formas eficientes e econômicas para a prestação de diversos serviços, tornando-os cada vez mais acessíveis para os cidadãos. “Por exemplo, a rede de alta velocidade possibilitará a implantação de projetos em várias áreas de governo como a telemedicina na saúde, o cerco inteligente e videomonitoramento na segurança pública, além da inclusão digital em diversas áreas”, afirmou Pegoretti.

Projetos

Para a construção, operação, manutenção e gestão da rede de alta velocidade do Estado do Espírito Santo, o projeto prevê a expansão da rede já existente na Região Metropolitana com o objetivo de alcançar o interior para a conectividade de todos os órgãos públicos estaduais. As propostas devem indicar a possibilidade de obtenção de receitas acessórias por meio da exploração comercial de serviços a serem disponibilizados, bem como trazer soluções que visem à melhoria de qualidade e segurança, à inovação tecnológica e à redução de custos para a administração estadual, além da reversibilidade dos bens ao final do prazo de concessão.

Já a concessão do Parque da Prainha de Vila Velha prevê construção, manutenção, operação e gestão dos serviços, com possibilidade de obtenção de receitas acessórias.  Com grande potencial para o turismo náutico, a área permite a construção de decks, marinas e píeres. A região é considerada de grande importância histórica para o Estado, pois guarda a memória do início da colonização do Espírito Santo, com a chegada dos portugueses e início da Capitania.

Concessões e Parcerias

O Programa de Concessões tem objetivo de aumentar as entregas para a população de investimentos em infraestrutura (como estradas, portos e saneamento), com maior produtividade e competitividade das obras e serviços públicos. A empresa privada parceira, ao assumir as atividades de planejamento, construção, operação e manutenção desses bens públicos e os riscos, é remunerada mediante cobrança de tarifas pagas pelos usuários ou pelo Governo, conforme modelo adotado.

A atual carteira de projetos do Estado conta com propostas de implementação de parcerias com o setor privado nas áreas de Segurança Pública, Turismo, Desenvolvimento Regional, Saneamento e Segurança Ambiental. Os projetos estão dimensionados geograficamente em todos os municípios que compõem o Estado do Espírito Santo.

Sondagem de mercado

A Sondagem de Mercado é uma prática adotada pelo Programa para institucionalizar o diálogo entre o poder público e o parceiro privado. Basicamente, é uma convocação da Administração Pública para que apareçam candidatos dispostos a desenvolver projetos, estudos, levantamentos e investigações, contemplando os interesses da Administração para colocar em prática sua carteira de projetos.

Esta é uma etapa voltada para os operadores, investidores, financiadores e outros interessados qualificados na construção de projetos de concessões e parcerias público-privadas. As reuniões são feitas de forma individual e com foco nos principais riscos, barreiras à entrada, pontos críticos ao financiamento, restrições regulatórias, inovações ou alternativas técnicas.

Empresas interessadas em agendar uma reunião de apresentação do Programa podem entrar em contato pelo telefone 3347-5185. Já as que têm interesse em algum dos projetos em fase de sondagem ou que desejem apresentar novas oportunidades, podem fazer o agendamento diretamente pelo portal Parcerias ES (www.parcerias.es.gov.br). 

O Fórum

O Fórum Regional de Concessões – Espírito Santo contou com a correalização do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), e patrocínio do Banestes e da Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan).

Especialistas, empresários e autoridades debateram as tendências e oportunidades de negócios em concessões de serviços públicos e parcerias nos âmbitos federal, estadual e municipal. O Fórum é uma oportunidade para que os diversos setores da sociedade capixaba possam conhecer o Programa de Concessões e Parcerias do Espírito Santo, o Parcerias ES. 

Comentários no Facebook