As ações foram apresentadas através de live, realizada com o secretáriode Estado da Sedu, Vitor de Angelo, na tarde desta quarta-feira (08).

O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, e professores da Rede Estadual estiveram reunidos, por meio de webconferência, para o compartilhamento de práticas de sucesso nas Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs). A ação faz parte de uma série de lives realizadas pela Secretaria da Educação (Sedu), através do Sedu Digital. Cerca de 620 pessoas acompanharam a transmissão ao vivo.

Publicidade Publicidade

“Nosso objetivo é promover uma ação formativa. Vocês professores, estão realizando atividades muito exitosas, que precisam ser compartilhadas com os demais colegas de profissão, para que sirva de exemplo. Essa não é a realidade de toda rede, nós sabemos disso. Mas o objetivo é permitir que escolas e professores que tenham acesso à tecnologia, possam se inspirar”, afirmou o secretário.

Os profissionais que participaram foram: o professor de Física Alex Silva, da Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Godofredo Schneider, em Vila Velha; a professora de Matemática Gisely Costa, da (EEEM) Centro Interescolar Áttila de Almeida Miranda e da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Inah Werneck, ambas em Cachoeiro de Itapemirim; e o professor de Física Fabrício Antunes, da (EEEM) Misael Pinto Netto, de Aracruz.

O primeiro a compartilhar sua experiência com as atividades remotas foi o professor de Alex Silva, que falou sobre o projeto que tem desenvolvido: “Escolas de Ninjas Godô”. “As atividades são propostas por gamificação, que traz elementos de jogo para a aprendizagem. Criamos uma estrutura para que a dinâmica da atividade seja parecida com a de um jogo. Eu fiquei emocionado com o resultado dos alunos”, disse.

A professora de Matemática Gisely Costa, disse que nesse momento é primordial manter o contato com os alunos, para que eles aproveitemao máximo das ferramentas digitais que são disponibilizadas, como vídeos no YouTube e sites. “O centro de tudo é o aluno. Criei um canal no YouTube onde posto minhas aulas, são vídeos curtos, que tem gerado bons resultados”, afirmou.

Demonstrar a preocupação com os alunos é uma atitude unanime entre os professores. “Um simples ‘bom dia!’, ‘como vocês estão?’, ajuda na atração dos alunos para as atividades. Nós precisamos desse contato porque sabemos que eles sentem falta da rotina escolar”, relatou Gisely Costa.

Para facilitar no acesso às ferramentas, o professor Fabrício criou um arquivo com todos os links que os estudantes precisavam acessar, como YouTube, link para acesso aos conteúdos e exercícios, Google Classroom e também para tirarem dúvidas com o professor, através do WhatsApp.

Comentários no Facebook