A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim propôs, ao Governo do Espírito Santo, alterações pontuais nas regras de funcionamento das atividades econômicas durante a pandemia de Covid-19. As propostas são baseadas em demandas do setor de comércio e de serviços do município, debatidas em conferência pela internet, na manhã desta terça-feira (9), com a presença de representantes do Ministério Público.

Um dos pedidos é para que todo o comércio da cidade (com exceção dos serviços essenciais) passe a funcionar em dias alternados, sem intercalar o funcionamento em dias ímpares (turno 1) e dias pares (turno 2). Ou seja, todos os estabelecimentos funcionariam às segundas, quartas e sextas ou às terças, quintas e sábados.

Publicidade Publicidade

A intenção é a de fazer com que as pessoas possam acessar as áreas comerciais para satisfazer suas necessidades de uma só vez. Além de evitar impacto econômico desproporcional nos estabelecimentos, considerando a dinâmica e as características da cidade, a medida poderia contribuir para elevar o índice de isolamento social, tendo em vista que a maior parte do comércio não funcionaria em quatro dias da semana.

Outra solicitação é para que os estabelecimentos de alimentação possam atender, presencialmente, nos dias em que os demais ramos de atividade não funcionassem, segregando a circulação de pessoas e possibilitando a sobrevivência financeira do setor.

Também será feito um pedido para que os estabelecimentos de comércio e serviços funcionem na quarta (10) e sexta-feira (12) desta semana sem restrição de turno, tendo em vista os investimentos para vendas relacionadas ao Dia dos Namorados, que foram feitos antes de o município ser classificado com risco alto para Covid-19.

“Temos um limite para flexibilizar regras, uma vez que é essencial preservar vidas e pelo fato de todos os municípios estarem submetidos ao que determina o governo estadual. Dialogamos, constantemente, com o setor produtivo para buscar soluções, pois também nos preocupa a situação econômica. Por isso, levamos esses pedidos para análise do governo estadual. É um momento, extremamente, desafiador para a preservação da saúde e das atividades econômicas, mas com união e equilíbrio nas decisões, teremos mais força para atravessar essa situação”, afirma o prefeito Victor Coelho.

Comentários no Facebook