Inicio Mundo Portugal em situação de alerta a partir das 20h00 de domingo

Portugal em situação de alerta a partir das 20h00 de domingo

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Portugal continental vai estar em situação de alerta a partir das 20h00 deste domingo, 2 de agosto, devido ao risco de incêndio. O anúncio foi feito pelo ministério da Administração Interna, sendo que está proibida a utilização de maquinaria agrícola, a realização de queimadas e está totalmente interdita a utilização de fogo de artificio.

Devido ao maior risco de incêndios rurais, o Governo colocou Portugal em situação de alerta a partir das 20h00 deste domingo até às 23h59 de 4 de agosto (terça-feira).
“Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Ambiente e Ação Climática e da Agricultura determinaram este domingo o Despacho que estabelece a Declaração da Situação de Alerta em todo o território do Continente”.

De acordo com o comunicado, a declaração de estado de alerta deve-se à necessidade de prevenir incêndios florestais devido ao risco previsto para a maioria dos concelhos em Portugal continental.

Publicidade Publicidade

Não será possível o acesso e permanência em espaços florestais, não poderão ser realizadas queimadas, haverá proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefatos pirotécnicos e não podem ser utilizadas motorroçadoras em trabalhos em espaços rurais.

Nesta Situação de Alerta é permitido, por exemplo, alimentar animais, fazer podas, regas, extração de cortiça e mel, colheitas de culturas agrícolas, desde que “sejam de caráter essencial e inadiável”, em zonas de regadio, sem materiais inflamáveis e fora de floresta e mata.

São permitidos ainda trabalhos de construção civil, “desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural”.

A declaração da Situação de Alerta está prevista na Lei de Bases de Proteção Civil. A GNR e a PSP vão reforçar a fiscalização durante este período crítico.

Comentários no Facebook