Planejamento estratégico: Sesa realiza balanço das ações realizadas em 2019

0
Foto: Divulgação
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Na tarde dessa segunda-feira (09), a Secretaria da Saúde (Sesa) realizou um balanço do Planejamento Estratégico realizado durante os primeiros 11 meses da gestão. Ao todo foram sete encontros realizados no auditório da Sesa Enseada, em Vitória.

Participaram do encontro o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes; o gerente de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Institucional, Francisco José Dias da Silva; o consultor do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), Anderson Dias; além de subsecretários; gerentes e servidores da Secretaria.

Publicidade Publicidade

De acordo com o gerente de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento Institucional da Sesa, Francisco José Dias da Silva, o que foi traçado no início do ano e os resultados alcançados até o momento foram muito satisfatórios. “Somos servidores públicos, pessoas que prestam serviços à população para alcançar algum resultado. Esse planejamento realizado é estratégico e ao longo do tempo temos resultados positivos, mas podemos ir além”, disse.

Durante o encontro, o secretário Nésio Fernandes falou aos servidores fazendo um balanço do que já foi realizado nestes primeiros meses de gestão, frisando que não se pode deixar para o último ano de Governo as questões estratégicas estruturantes que devem ser traçadas no início da gestão.

Ele iniciou sua fala comparando o atendimento médico brasileiro com o norte-americano, destacando que ser humano que precisar de atendimento médico em solo nacional, tem esse direito garantido. “O Sistema Único de Saúde do Brasil é um sistema de direitos, não mercantilizado, em que qualquer ser humano que pise em solo nacional tenha seu direito garantido”, destacou.

Nésio Fernandes ainda listou as ações traçadas e realizadas durante o ano de 2019, sendo o primeiro deles a criação do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), que cria instrumentos para qualificação nos atendimentos médicos, com o programa Qualifica APS que visa à formação dos profissionais médicos por meio de programas de residência, e muda o modelo de saúde hoje centrado nos hospitais, o que é um modelo esgotado, e aumenta a capacidade de incorporação tecnológica na rede de atendimento.

“As ações do ICEPi criaram nesse primeiro ano um conjunto de ações para dentro do Governo. Ele cria instrumentos de promoção de um ambiente num ecossistema de inovação no âmbito do Sistema Único de Saúde”, ressaltou.

Ele também falou sobre a criação da Fundação Estadual de Inovação em Saúde (iNOVA Capixaba), que se dedicará à prestação de serviços públicos de saúde com o objetivo de proporcionar agilidade, flexibilidade e dinamismo compatível com a demanda crescente da população por serviços de qualidade. A criação da Fundação foi autorizada pela Lei Complementar Nº 924, publicada sem vetos no Diário Oficial do Estado, em 18 de outubro de 2019.

Outra decisão adotada por meio de planejamento e após estudos, é a construção de um novo Hospital em São Mateus. A ação é vista como uma missão importante para o Governo. Além disso, o secretário também falou sobre a implantação do prontuário eletrônico e do novo modelo de regulação.

“Nesse primeiro ano de Governo conseguimos apontar qual o modelo de Estado que a gente defende, qual o conteúdo de Estado a gente quer dar para ele, e quais instrumentos nós vamos lançar mão para poder construir uma transformação na saúde pública do Estado”, pontuou.

Para Nésio Fernandes “o planejamento estratégico precisa refletir a sistematização de tudo isso para a gente poder fazer com que ao longo dos próximos três anos, transformar o plano em ação e não em um documento cartorial. A gente precisa romper com a maldição do cotidiano. Se a gente não se desvencilhar do cotidiano, e observar a riqueza daquilo que se construiu no planejamento, observar a perspectiva estratégica daquilo que a gente precisa enxergar, se a gente ficar só no cotidiano, nada muda.”

Adaptações ao longo do ano

Em seguida, o consultor do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), Anderson Dias, que tem auxiliado desde o início do ano na elaboração do Planejamento Estratégico da Sesa e no fortalecimento da gestão, destacou que durante esse processo houve algumas variações no plano e foi necessário realizar algumas adaptações para que os processos pudessem ser colocados em prática.

“No início das nossas oficinas encontramos um conjunto de consultorias sendo desenvolvidas aqui. Com isso, nossas oficinas foram ocorrendo dentro daquele contexto. No entanto, durante esse processo, tivemos os enfrentamentos já citados aqui, e passamos a construir vários processos formativos, como a criação do Icepi, e agora já colhemos resultados de tudo isso”, explicou.

O planejamento estratégico continua em 2020, com a realização das oficinas de monitoramento e avaliação do plano de Ação.

Comentários no Facebook