Órgãos do Estado arrecadam mais de 2.400 peças de vestuário para doação

0

A mobilização de representantes do programa Qualivida e de servidores estaduais na campanha “Doar Aquece o Coração” proporcionou bons resultados. De 17 de junho a 12 de julho, foram arrecadadas 2.409 peças de vestuário. A entrega das doações foi realizada, nesta quinta-feira (18), no anexo do auditório do Edifício Fábio Ruschi, no Centro de Vitória.

Dentre os itens recebidos estão casacos, calças, meias, luvas, gorros, camisas, blusas de manga comprida, cobertores e calçados fechados. Eles atenderão às demandas de três instituições sociais que cuidam de famílias em situação de vulnerabilidade: Abrigo Adulto de Rua, do município de Cariacica; Associação Beneficente Agápe, da Serra; e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), de Viana.

Publicidade Publicidade

Segundo a representante da Agápe, a assistente social Juliana Mello de Matos, as doações chegaram em ótimo momento. “As peças que recebemos serão doadas ao público atendido pelo projeto Mão Estendida. Ele é formado por 170 famílias, que representam 680 pessoas, residentes de 36 bairros do município de Serra, com moradias precárias e necessidades básicas comprometidas”, disse.

A secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, parabenizou os servidores pelo resultado e incentivou a prática da solidariedade. “O resultado dessa linda campanha demostra que, se cada um fizer sua parte, grandes ações podem ser alcançadas. Parabéns às equipes que mobilizaram e organizaram as doações”, afirmou.

Órgãos envolvidos

Participaram da campanha “Doar aquece o coração” os representantes Qualivida dos seguintes órgãos e secretarias: Casa Civil, Cesan, Detran, Esesp, Fapes, Iases, Idaf, Incaper, IPAJM, PGE, Prodest, SEG, Secont, Secult, Sedes, Sedu, Seger, Sefaz, Sesport, Setades e Vice-Governadoria.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.