Nas redes sociais, populares de Castelo se solidarizam com a morte de Rose Cris

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Após a notícia, dada de primeira mão pela jornalista Luciana Máximo, no site Espírito Santo Notícias, da morte de Rose Cris, como era conhecida em Castelo, populares do município se solidarizaram nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (12).

Em seu status do WhatsApp e também no facebook, a estudante Karolayne Ambrozio, de 22 anos, lembrou do aniversário de 13 anos lei Maria da Penha, associando-a ao crime ocorrido na noite de ontem, em Piúma, e mostrou sua indignação.

Publicidade Publicidade

Outra publicação no facebook também lamentou a morte de Rose, onde a internauta, Josyane Santos, limitou sua tristeza em apenas uma única palavra: revoltante.

Em mais de 120 comentários, até às 9 horas e 30 minutos da manhã de hoje, diversas pessoas demonstraram seu sentimento de carinho. Em seu comentário, Delaide Bedim, informou a falta que Rose poderá fazer em Castelo.

Já Alice Cipriano desejou um bom descanso ao recitar um verso do pensador Alexandre Herculano.

Entenda o caso

Um crime de feminicídio foi registrado, pela Polícia Militar, na noite deste domingo (11), em Piúma, no Litoral Sul.

A vítima, Cristiane Silva Martins, 26 anos, conhecida como Rose Cris, era natural de Castelo e morreu após ter sido estrangulada dentro de um cômodo abandonado, em um posto de combustível desativado, no bairro Monte Aghá.

Foto: Luciana Máximo

Rose e o marido, Gilmar da Cruz Lima, 44 anos, apontado como principal suspeito, viviam em situação de rua e haviam se mudado para Piúma há pouco tempo.

Ao avistar uma viatura da PM, Gilmar tentou se esconder. Ao ser pego, ele contou à polícia que a mulher estava passando mal, pois estava com a pressão muito baixa além de ter ingerido bebida alcoólica.

Gilmar foi preso em flagrante pela PM e negou que tenha matado a própria companheira, com quem estava junto há pelo menos seis anos.

De acordo com o boletim de ocorrência, vizinhos afirmaram ter escutado pedidos de socorro, mas por se tratar de uma área bastante escura, ficaram com medo de ir até o local.

Foto: Luciana Máximo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMais de 26 mil professores começam capacitação em ambiente virtual
Próximo artigoOportunidade: São Roque do Canaã abre 159 vagas para todos os níveis
Avatar
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 0003512/ES, articulista e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito de Guarapari em 2016, além de coordenador de campanha eleitoral para deputado estadual em 2018. Fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook