Morre em Pernambuco o ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Aos 89 anos, morreu ontem (15), no Recife, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti (PP-PE). A causa da morte não foi divulgada.

O enterro deve ocorrer ainda hoje em sua cidade natal, João Alfredo (PE). Severino foi prefeito desse município e deputado estadual sete vezes e federal por três mandatos.

Publicidade Publicidade

Em meio a muita polêmica, o ex-deputado renunciou ao último mandato, em setembro de 2005, quando era presidente da Câmara, para escapar de um processo de cassação.

Considerado um dos líderes do chamado baixo clero, ele foi acusado de cobrar R$ 10 mil por mês do dono de um dos restaurantes da Câmara, em troca da cessão do espaço. À época, o episódio ficou conhecido como mensalinho.

Pelo Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), manifestou pesar pela morte do ex-colega em nome da Casa.

“Fomos colegas durante meus dois primeiros mandatos e tivemos uma relação respeitosa. Severino foi um deputado com estilo próprio e com grande interlocução entre os parlamentares, o que permitiu que ele ocupasse diversos cargos na Mesa Diretora da Casa. Meus sentimentos à família e aos amigos”, disse Maia.

Comentários no Facebook