A Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) recebeu na manhã desta sexta-feira (23) representantes do Departamento de Economia Solidária do Ministério da Cidadania, liderados pelo seu diretor Alcindo Gabrielli. Na pauta da visita, os projetos desenvolvidos pela Agência neste segmento.

Para o diretor-presidente da Aderes, Alberto Gavini, a visita é um reconhecimento pelo trabalho desenvolvido. “Nosso governador Renato Casagrande é muito sensível às causas sociais, tanto que tem o projeto Estado Presente reconhecido nacionalmente. Em nosso planejamento estratégico, contemplamos essa preocupação do governador, com um olhar voltado para o empreendedorismo. Dessa forma, nossos programas voltam-se para capacitar os pequenos empreendedores para que eles sejam seus próprios agentes de transformação”, relata.

Publicidade Publicidade

O diretor do Departamento de Economia Solidária diz estar satisfeito com os trabalhos realizados pela Aderes no Espírito Santo. “Foi satisfatório ver como a Aderes está conduzindo as ações voltadas para a Economia Solidária no Estado. Temos 102 convênios de fomento e de execução descentralizada em todo o Brasil. Viemos ao Estado conhecer alguns destes instrumentos e fizemos questão de vir na Aderes para ficar a par dos projetos. Saímos muito bem impressionados com o que vimos, principalmente com as iniciativas voltadas para os catadores de material reciclado, que reúne responsabilidade social e ambiental”, afirma Alcindo Gabrielli.

Embora o Departamento conte com fiscais para executar o trabalho, Gabrielli fez questão de vir pessoalmente ao Estado, para acompanhar os trâmites e conhecer as ações que estão sendo executadas, bem como os seus resultados. A técnica do Departamento de Economia Solidária, Maria José Fernandes, confirmou a perspectiva do diretor. “É bom conhecer de perto as ações desenvolvidas, dialogar com as pessoas impactadas, olhar nos olhos daqueles que se beneficiam das iniciativas. Para nós, o Espírito Santo é referência”, revela.

O diretor técnico da Aderes, Hugo Tofoli, apresentou as iniciativas desenvolvidas pela Agência. “O Espírito Santo está bem posicionado no âmbito da Economia Solidária. Para se ter uma ideia, temos 30 associações de catadores de material reciclado no Estado prestando serviços às prefeituras, modelo que implantamos a partir do acordo firmado entre a Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes), a Aderes e o Ministério Público. Nossa preocupação, como instituição que fomenta o empreendedorismo, é não só ter uma visão assistencialista desse segmento. Por isso, capacitamos os catadores em gestão e associativismo, para que possam tomar melhores decisões em grupo e se beneficiar desse modelo. É gratificante ver como eles têm se desenvolvido e como ganharam capacidade de autogestão”, informa.

Participaram do encontro ainda o gerente de Economia Solidária e Microcrédito da Aderes, Renato Alexandre Rangel de Jesus, a técnica do Ministério da Cidadania Ada dos Santos e a colaboradora da Aderes, Rita de Cássia Paiva. A comitiva visitou junto com a Aderes, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória (Amariv) e o Banco do Bem, no Morro de São Benedito.

Comentários no Facebook