Tramita na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei (PL) 46/2021, que prevê a criação da “Rota do Frade e a Freira” com intuito de impulsionar o interesse turístico e cultural na região. A iniciativa é de autoria do deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB).

Publicidade Publicidade

Conforme a proposta, a rota turística contemplará os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim, Rio Novo do Sul e Vargem Alta. “Atingiria os quatro municípios passando pelas comunidades: Itapecoá, Santa Maria, São Manoel do Frade, Poço Dantas, Sucego e Frade, formaria uma órbita ao redor do monumento natural de aproximadamente 17 km. Dentro da rota também estariam compreendidas as duas estradas que dão acesso às trilhas que levam ao topo do monumento natural e que necessitam de melhorias”, explica Mameri na justificativa do projeto.

O parlamentar defende ainda que a proposta irá estimular o desenvolvimento sustentável e o potencial turístico do local, gerando visibilidade aos municípios através da execução de eventos e, consequentemente, aumento do fluxo de turistas e geração de novas fontes de emprego e renda.

A matéria foi lida na sessão do dia 22 de fevereiro e seguiu para emissão de parecer pelas comissões de Justiça, Turismo e Finanças.

Monumento

Com 683 metros de altitude, a formação granítica que remete à silhueta de um frade e de uma freira – de onde deriva o nome do monumento natural – fica situada na divisa dos municípios de Itapemirim e Vargem Alta. A rocha pode ser avistada no trecho sul da BR-101. Em 1986, a montanha foi considerada Patrimônio Natural Cultural pelo Conselho Estadual de Cultura. 
 

Comentários no Facebook