O enfrentamento à pandemia do novo coronavívus requer a união de todos. E para reforçar ainda mais o compromisso do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) com a proteção à vida dos capixabas, a procuradora-geral de Justiça, Luciana Andrade, realizou na segunda-feira (22/06) reuniões virtuais com os promotores de Justiça das regiões Sul, Serrana e Norte, onde, atualmente, a Covid-19 tem se propagado com maior velocidade. O foco foi o Pacto pela Vida, mobilização mediada pela instituição, e a audiência pública virtual que será realizada na próxima sexta-feira (26/06), a partir das 9h30, para discutir, debater e encaminhar medidas eficazes e eficientes para o combate à proliferação da Covid-19 entre os capixabas. Na quarta-feira (24/06), a reunião virtual será com os promotores de Justiça da Região Metropolitana.

“Vocês já estão chamando a população para conversar, indo às ruas, dialogando com os prefeitos e lideranças. Agora, vamos fortalecer ainda mais o Pacto pela Vida, capitaneado pelo MPES, uma instituição neutra, apartidária, com o intuito único de proteger vidas e a saúde da população. Estamos convidando todos os segmentos, representantes de religiões, poderes constituídos, movimentos comunitários, associações, a sociedade em geral para engrandecer a pluralidade, a diversidade. Todos são importantes nessa união de forças pela vida. Temos que despertar na população a autorresponsabilidade. A judicialização não resolve tudo. Precisamos manter o caminho de convencimento, de insistência e de cooperação”, ponderou a procuradora-geral de Justiça.

Publicidade Publicidade

Luciana Andrade ressaltou a importância do diálogo com a população para reforçar o isolamento social, única forma de reduzir a contaminação por Covid-19, e da obediência às regras sanitárias, como o uso de máscaras e a correta higienização, sobretudo das mãos. Destacou que é possível compatibilizar atividades da vida cotidiana com essas simples, mas eficazes, medidas.

Além de explicar a dinâmica da audiência virtual, que será realizada pela plataforma Teams, a chefe do MPES orientou os promotores de Justiça a reproduzirem, a partir da próxima semana, essa mobilização nos municípios.

Cloroquina

Durante o encontro, a procuradora-geral de Justiça destacou que várias das medidas implementadas pelos poderes Executivo estadual e municipais teve atuação direta do MPES. A mais recente foi quanto ao uso da cloroquina para tratamento de pacientes com Covid-19. Luciana Andrade informou que se reuniu com o governador Renato Casagrande para discutir esse assunto. E também conversou com o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes. “Conversei muito com eles. Ressaltei a importância de preservar a autonomia do médico no exercício de sua atividade profissional, ou seja, do especialista de saúde analisar se é o caso de prescrever ou não qualquer remédio, inclusive a cloroquina, sempre com as cautelas de praxe. O governador, destaco, está sempre sensível a escutar e isso é muito importante para a consolidação democrática em nosso Estado. O diálogo foi fundamental para o secretário de Saúde expedir circular para os municípios, em sua autonomia, baixarem ou não seus protocolos com as regras para o uso dessa medicação, e, inclusive, de solicitarem ao Estado o fornecimento do remédio, conforme o seu estoque”, informou.

 

Audiência Pública Virtual

Pacto pela Vida

Dia: 26 de junho (sexta)

Horário: a partir das 9h30, com uma recepção virtual aos participantes. A audiência será às 10 horas.

Endereço: Plataforma Teams – QR Code – link: encurtador.com.br/cmKMS

Comentários no Facebook