O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) tem, até o momento75 processos de solicitação de licença ambiental que estão parados no órgão devido a pendências de documentos por parte dos empreendedores. Por isso, o Iema faz um alerta para que os responsáveis pelos empreendimentos realizem uma conferência com a Assessoria de Documentação e regularizem os documentos, para finalizar o processo de licenciamento.

Em geral, a maioria dos processos está parado devido a documentos vencidos e relativos à anuência, Certidão Negativa de Débito Ambiental (CNDA) e pagamento de multa. “São pendências simples, mas que o Iema não tem como dar continuidade ao processo sem que sejam resolvidas por parte do empreendedor. É preciso que o responsável pelo processo nos procure para atualizar a documentação e podermos, então,  emitir as licenças”, explicou a responsável pela Assessoria de Documentação do Iema, Juliana Samora.

Publicidade Publicidade

A análise administrativa que confere a documentação é a última etapa do licenciamento ambiental. Com os documentos em conformidade, a licença é liberada. “É muito importante que os empreendedores acompanhem suas solicitações de licenciamento, para que tenhamos celeridade em todo o processo”, ressaltou Juliana Samora.

Os empreendedores que desejam checar se seus processos estão com pendências documentais podem entrar em contato pelos telefones (27) 3636-2515 e 3636-2501 ou, ainda, procurar pessoalmente a Assessoria de Documentação, no prédio I, na sede do Iema, em Cariacica.

 

Clique aqui e confira os empreendimentos que estão com pendências. 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDólar cai pela segunda vez seguida e volta a ficar abaixo de R$ 4,70
Próximo artigoComo a brucelose pode impactar na saúde animal e humana
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook