O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) abriu, nesta quinta-feira (24), 248 vagas para assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, arte-educadores, educadores físicos, gerontologistas, psicólogos, sanitaristas, terapeutas ocupacionais, médicos clínicos, geriatras e psiquiatras. Os interessados podem se inscrever até o próximo dia 08 de março, no link: https://cutt.ly/OPX7VWe

As oportunidades são para atuação nas Equipes Multiprofissionais Ampliadas do componente de Provimento e Fixação de Profissionais de 43 municípios, que fazem parte do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS).

Publicidade Publicidade

As vagas serão distribuídas para todas as regiões do Espírito Santo, tendo a formação em serviço com duração de três anos e a remuneração podendo chegar a R$ 15 mil. Além disso, os profissionais terão o diferencial da formação em práticas interprofissionais colaborativas.

Os editais ICEPi/SESA Nº 017/2022 e 018/2022 podem ser consultados no site https://icepi.es.gov.br/editais/abertos e dúvidas sobre a seleção devem ser encaminhadas ao e-mail icepi.provimento@saude.es.gov.br.

Edital para médicos

Além dos editais para as equipes multiprofissionais, o Componente de Provimento e Fixação de Profissionais também abriu um edital com 147 vagas para médicos.

As inscrições podem ser feitas até as 17 horas do dia 07 de março, no link: https://cutt.ly/OPX7VWe. As vagas também serão distribuídas nas quatro regiões do Espírito Santo, tendo a formação em serviço com duração de três anos e a remuneração podendo chegar a R$ 15 mil.

O edital ICEPi/SESA Nº 015/2022 pode ser consultado no site https://icepi.es.gov.br/editais/abertos.

Componente de Provimento e Fixação de Profissionais

O componente visa a ampliar e melhorar o acesso à saúde da população capixaba, qualificando a assistência municipal e diminuindo a desigual distribuição territorial de profissionais da saúde por habitante.

O ICEPi seleciona e desenvolve iniciativas de inovação no ambiente do setor produtivo da saúde, formando profissionais para a atuação na Atenção Primária à Saúde (APS), por meio da cooperação entre o Estado e os municípios.

O projeto faz parte do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS), que foi instituído em 2019, para qualificar e aumentar a resolutividade da Atenção Primária à Saúde no Espírito Santo.

Comentários no Facebook