Mesmo sem nenhum caso notificado no município, até o momento, a Prefeitura Municipal preparou uma unidade semi-intensiva para receber pacientes que por ventura venham a ter um quadro de agravamento de saúde compatível com coronavírus. Na unidade, os pacientes permanecerão até serem transferidos para o hospital de referência no município da Serra, atendimento e transporte que será assegurado pelo Estado.

As instalações, que funcionarão durante o período de pandemia do coronavírus (Covid-19), contam com dois ambulatórios, com um total de sete leitos, e essa estrutura foi adaptada em um prédio público recém construído para abrigar serviços sociais (antigo Peti), no Bairro Lacerda Sudré de Assis.

Publicidade Publicidade

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os pacientes que vierem a precisar dessa unidade terão acesso a uma atenção mais específica até a sua transferência , além do fato de que a unidade permitirá o isolamento do paciente.

A Secretária da pasta, Nilce Florindo, explicou que a ocupação dos leitos não se dará diretamente na unidade, mas sim através do encaminhamento do paciente com agravamento por outra unidade onde ele tenha dado entrada, que poderá ser tanto no Pronto Socorro, ou mesmo no Hospital Nossa Senhora da Penha, com o qual o município já fechou essa parceria.

“Nós estamos sendo extremamente precavidos, trabalhando para não sermos pegos de surpresa com o aparecimento de um paciente com agravamento de saúde, inclusive, o município está em processo de compra de dois ventiladores mecânicos, um investimento de mais de R$ 50 mil”, Nilce finalizou lembrando ainda que, em 2017, quando o Pronto Socorro, não tinha nenhum desse equipamento em funcionamento, a Secretaria de Saúde providenciou a compra.

Comentários no Facebook