Equipes do Ministério do Meio Ambiente e das Forças Armadas começaram a atuar hoje (25) no auxílio ao combate a incêndios no Pantanal, no estado de Mato Grosso do Sul. A iniciativa foi uma resposta a um pedido do governador do estado, Reinaldo Azambuja.

Ontem (24)Azambuja declarou estado de emergência ambiental por 180 dias em razão do alastramento dos fogos. Também foram suspensas as autorizações para queimadas controladas no estado. Segundo o governo estadual, os maiores focos de calor são ao longo do Rio Pantanal, próximo às cidades de Corumbá e Ladário.

Publicidade Publicidade

Reinaldo Azambuja solicitou apoio operacional nas ações de combate ao fogo, incluindo um helicóptero do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e veículos aéreos do Exército para transporte dos brigadistas.

Os representantes do governo federal se juntam às equipes locais do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Ambiental. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

O Exército informou por meio de nota que estabeleceu um Centro de Coordenação no município de Ladário. Foram disponibilizados um helicóptero e um avião. As aeronaves contribuem tanto para despejar águas nos focos de queimada quanto para transportar brigadistas a locais mais difíceis.

Comentários no Facebook