A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Ana Lopes Balestrero, em Cariacica, foi palco da abertura da série de concertos da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses), no projeto “Orquestra nas Escolas”. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira (30) e contou com a presença do governador Renato Casagrande.

O projeto parte do eixo social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. A série de concertos passará por mais cinco escolas na Grande Vitória ainda este ano. O governador comentou a importância do projeto não só para a escola, mas para toda a comunidade escolar.

Publicidade Publicidade

“Vocês estão ouvindo uma das orquestras mais tops. Tenho muito orgulho de serem capixabas e também pelo talento que têm, além do compromisso com a cultura. Estamos trazendo a orquesta para uma comunidade que não teve essa oportunidade. Já realizamos esse projeto em nosso primeiro governo e agora retomamos o trabalho. O que nós queremos é que a cultura traga oportunidade para as pessoas. Musica é inclusão e valorização! Estamos aqui hoje dentro de uma escola, que precisa ser o local em que as pessoas encontram o caminho para melhorarem de vida. Hoje nosso aplauso total é para nossa orquestra”, afirmou o governador.

Já o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, destacou a difusão cultural abrangendo todos os territórios do Espírito Santo. “Ver uma casa cheia de estudantes sedentos por cultura incentiva o nosso trabalho e é muito potente fazer isso nos territórios do programa Estado Presente em Defesa da Vida. Teremos mais ações e vamos continuar estabelecendo parcerias para levar mais cultura e também para fortalecer a produção que é realizada nesses territórios”.

O maestro titular da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo, Helder Trefzger, espera bons frutos dos concertos. “Que daqui a 20 anos esses estudantes se lembrem desse evento. A gente espera que essas apresentações reforcem o sentimento de pertencimento, de acolhida. Eles não estão sozinhos, e essa é a perspectiva de a orquestra ir ao encontro da juventude nos bairros do Estado Presente em Defesa da Vida”, salientou o regente.

Durante o concerto, a Orquestra Sinfônica do Espírito Santo trouxe uma parceria inédita com o rapper Feijó na canção “apartando brigas”. Também fizeram sucesso as versões sinfônicas de clássicos do rock, congo, samba e o tema do videogame Super Mário Bross. O repertório clássico ficou por conta de Guilherme Tell, do compositor Rossini.

Fames nas comunidades

Além do concerto, a comunidade de Flexal também participou do projeto “Fames nas Comunidades”, realizado pela Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames). A ação foi realizada na tarde desta quarta-feira (30), com estudantes voluntários da Fames em apresentações musicais e rodas de conversas com os jovens. O repertório musical, desenvolvido pelos próprios estudantes especialmente para a apresentação, misturou música erudita e popular.

Os estudantes da Fames compartilharam histórias sobre as oportunidades que tiveram a partir do estudo da Música. No debate, os jovens de Flexal puderam trazer suas reflexões sobre o assunto e adquirir mais informações sobre o acesso à formação de musicista oferecida gratuitamente pela faculdade.

O grupo que participa do Fames nas Comunidades é formado por: Mariele Silva (trombone), Izabel Santos (trompete), Vinícius Souza (percussão), Edson Neto (percussão) e Júnior Montenegro (Violino).

Comentários no Facebook