source
Governador do Amazonas Wilson Lima (PSC)
Herick Pereira/Secom

Governador do Amazonas Wilson Lima (PSC)

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), foi denunciado pela  Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Superior Tribunal de Justiça ( STJ ) nesta segunda-feira (26).

Publicidade Publicidade

Investigado desde o ano passado, Lima é acusado de irregularidades na compra de respiradores durante a crise sanitária da Covid-19.

Além do governador, outras 17 pessoas , incluindo o vice, Carlos Almeida (PTB) foram incluídos na denúncia levada ao STJ.

Segundo informações, os supostos respiradores que auxiliariam no tratamento de pacientes haviam sido comprados em uma loja de vinhos. A PGR estima que o prejuízo aos cofres públicos supera os R$ 2 milhões.

Você viu?

“Uma verdadeira organização criminosa que tinha por propósito a prática de crimes contra a Administração Pública, especialmente a partir do direcionamento de contratações de insumos para enfrentamento da pandemia, sendo certo que, em pelo menos uma aquisição, o intento se concretizou”, afirma a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, responsável pela denúncia, que acusa Wilson Lima de liderar a organização criminosa.

Entres os crimes cometidos, listados pela Procuradoria está a dispensa indevida de licitação, fraude, peculato e organização criminosa em meio a pandemia.

Além da condenação, é pedido o pagamento de indenização e perda dos cargos públicos dos envolvidos.

Manaus , a capital amazonense, viveu o pior momento da pandemia no início de 2021, quando sofreu com a falta de oxigênio nas unidades hospitalares, acarretando a morte de diversos pacientes acometidos com o coronavírus, que morreram pela falta do insumo.

Comentários no Facebook