source
Governador da Bahia Rui Costa (PT-BA)
Reprodução/Facebook

Governador da Bahia Rui Costa (PT-BA)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT) fez nesta quinta-feira (25) uma análise pessimista em relação ao avanço da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Publicidade Publicidade

O petista prevê que “a saúde vai colapsar e o Brasil mergulhará no caos em duas semanas”. A Bahia na próxima sexta (26) entrará em lockdown, com restrição de todas as atividades não-essenciais no estado, incluindo na capital Salvador.

“Já estamos vendo o problema se agravar no país todo. No Rio Grande do Sul, na Bahia, no Ceará. Nunca tivemos uma situação igual”,diz Rui.

Nesta quinta (25), o país registrou pelo 35º dia seguido média móvel de mortes acima de 1000 em decorrência da Covid-19. 

“Temos hoje, ainda, um menor número de infectados, mas uma explosão de internações e de mortes muito mais grave do que em julho de 2020”, afirma. “Antes, a quase totalidade das mortes era de pessoas de mais de 60 anos. Agora, jovens, de 30 a 50, também estão sendo vítimas fatais”, completa o governador”.

Preocupado com as novas cepas do vírus, ele afirma que o número de óbitos diários na Bahia supera os vistos no auge da primeira onda, em julho do ano passado. “A pressão nunca foi tão grande”, alerta.

Comentários no Facebook