A ação planejada antes da pandemia foi reestruturada e reproduzida de maneira remota.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Joaquim Caetano de Paiva, localizada no município de Laranja da Terra, visando a revigorar os ânimos de seus estudantes durante este período de distanciamento social, vem promovendo uma série de atividades lúdico-pedagógicas, de maneira remota, no formato de gincana. A ação, intitulada “Laranja da Terra – Reviver nossa história e valorizar nossas raízes”, teve início em junho último e se estendeu até o mês seguinte.

Publicidade Publicidade

Dentre as propostas estabelecidas pelos responsáveis pelo projeto e professores da área de Ciências Humanas Genalva Gallazzi De Nardi (Geografia), Jonatas André Drescher (História), Fernanda de Brito (Filosofia) e Alessandra da Silva Garcia (Sociologia), se destacam, por exigir a participação ativa dos estudantes, as estratégias de gamificação, como desafio de desenho, elaboração de paródia e poema, e o concurso de slogan. Essas ações promoveram ações interdisciplinares, fundamentadas na pedagogia de projetos, por meio de concursos e gincanas virtuais.

As atividades foram disponibilizadas no aplicativo EscoLAR, via WhatsApp, ou mesmo no formato impresso, e, segundo Genalva Gallazzi De Nardi, tiveram sucesso. “Esse trabalho interdisciplinar foi desafiador e positivo. Proporcionou momentos de troca de experiência e até mesmo atividades diversificadas’’, disse a professora.

Ela acrescentou ainda: “havíamos feito um planejamento de uma atividade presencial, mas fomos pegos de surpresa. Num curto período de tempo, tivemos que nos adaptar e buscar novas alternativas de trabalho’’, frisou.

Comentários no Facebook