Nesta terça (21) foi a vez do Gabinete Itinerante da Cultura passar no município de Santa Teresa. O secretário Fabricio Noronha apresentou as ações de planejamento da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e ouviu demandas, críticas e sugestões de representantes de nove municípios capixabas: Santa Maria do Jetibá, Cariacica, Itarana, Itaguaçu, Marechal Floriano, Vitória, Domingos Martins, Guarapari e de Santa Teresa, que sediou o evento na Casa da Cultura.

“Queremos ouvir as opiniões dos gestores públicos municipais e a sociedade civil para alinharmos alternativas e possibilidades para gerar o desenvolvimento por meio da cultura, potencializar o fazer cultural. Transversalidade e pertencimento são princípios da gestão da Secult, por isso é preciso que tenha diálogo e integração entre todos”, destacou o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha.

Publicidade Publicidade

O Prefeito de Santa Teresa, Gilson Amaro, agradeceu a presença da equipe da Secult no município. “É a primeira vez que temos essa conversa entre a Secult e os gestores de cultura da região. É preciso que tenha esse diálogo assim como a nossa prefeitura tem ouvido os moradores da região. É gratificante esse contato. ”

O secretário de Cultura e Turismo de Santa Teresa, Marcelo Anacleto, elogiou a presença da Secult no município e de como a experiência de participar no evento acrescenta nas probabilidades de gerar ações entre todos.

“Participei do gabinete itinerante da cultura em Cachoeiro de Itapemirim e foi ótimo pois trocamos experiências e ideias entre tantas pessoas. Pude falar sobre o planejamento das ações culturais e turísticas da região de Santa Teresa e de como as nossas ideias poderiam contribuir e integrar as ações entre os municípios”, afirmou Anacleto.

O Secretário Municipal de Cultura de Vitória, Francisco Grijó, enfatizou que a união e parceria entre a Secult e a gestão da secretaria municipal serão benéficas para um desenvolvimento geral entre as duas pastas.

“Acreditamos que a cultura seja um instrumento de mudança social e essa integração da secretaria de Cultura de Vitória com a Secult aumenta as possibilidades de desenvolver diversas ações entre ambas. Vivemos em um momento complicado em que o fortalecimento depende de todos nós, de gestores a fazedores culturais e esse evento mostra que temos uma oportunidade única, ou seja, que tenhamos uma visão para frente”, disse Grijó.

Presença da Secult no interior

O Gabinete Itinerante da Cultura trabalha para dialogar e fortalecer as políticas públicas de cultura pelo interior do Estado. O trabalho atende a uma das metas do Plano Estadual de Cultura, que é criar políticas que intensifiquem a presença da Secult no interior do Estado em ações conjuntas com representantes das prefeituras, gestores públicos municipais e a sociedade civil.

Após passar por Conceição da Barra, Cachoeiro de Itapemirim, João Neiva e Santa Teresa, o Gabinete Itinerante prosseguirá com a agenda em todas as dez microrregiões do Espírito Santo. Ainda é possível contribuir com sugestões através do link http://bit.ly/2Uigd3U

Comentários no Facebook