Ford vai lançar sistema que permite andar no carro ‘sem as mãos ao volante’ 6 anos após Tesla

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade

Ford anunciou nesta quinta-feira (18) o desenvolvimento da tecnologia de condução semiautônoma Co-Pilot 360. O sistema que permitirá andar no carro “sem as mãos ao volante” chegará 6 anos depois do Autopilot da Tesla, que realiza funções similares, e 4 anos depois da GM.

De acordo com a montadora, o Co-Pilot 360 será lançado em 2021 nos Estados Unidos e Canadá. A princípio, poderá ser utilizado no elétrico Mustang Mach-E.

Publicidade Publicidade

A fabricante diz que o sistema permite ao motorista rodar por mais de 160 mil quilômetros nos dois países com a utilização do modo semiautônomo.

Sistema Co-Pilot 360 chegará ao Mustang Mach-E em 2021 — Foto: Divulgação
Sistema Co-Pilot 360 chegará ao Mustang Mach-E em 2021 — Foto: Divulgação

“O estresse das longas rodovias continua sendo um grande problema para os motoristas em todo o mundo”, disse Hau Thai-Tang, chefe de desenvolvimento de produtos e compras da Ford, em comunicado.

“Com a introdução de tecnologias de assistência ao motorista como o Active Drive Assist, a versão da Ford de mãos livres, estamos permitindo que nossos clientes se sintam mais confiantes sempre que estiverem ao volante”, afirmou.

Ford Mustang Mach-E elétrico — Foto: Divulgação
Ford Mustang Mach-E elétrico — Foto: Divulgação

Para tornar o sistema uma realidade, os engenheiros da fabricante norte-americana fizeram testes por mais de 1 milhão de quilômetros. Seu funcionamento é baseado em uma série de câmeras e sensores para assumir o controle do veículo.

Uma câmera principal fica voltada para o motorista, analisando a posição da cabeça e o olhar do motorista, evitando que este perca a atenção da estrada.

Comentários no Facebook