Em pleno feriado da Consciência Negra, dentro do Estádio do Vasco em São Januário, primeiro clube a abrir as portas aos negros no futebol, o goleiro Hugo Souza, do Flamengo, diz ter sido vítima de uma ofensa racial.

“Na verdade, eu não consegui identificar. Foi mais de uma vez”, afirmou o jogador.

Publicidade Publicidade

Ouça na Rádio Nacional

O grito de “macaco”, segundo Hugo, aconteceu no final da decisão do Campeonato Carioca, disputado por Flamengo e Vasco, em São Januário.

“É inadmissível, inacreditável. Por que o Vasco é uma grande equipe”, disse.

O Vasco ainda não se posicionou oficialmente e deve aguardar a súmula do árbitro. 

A partida terminou empatada em 1 a 1, mas como o Flamengo tinha vencido o primeiro jogo, sagrou-se bicampeão carioca sub-20. O time carioca também está na final do Brasileirão da categoria contra o Palmeiras.

 

Edição: Verônica Dalcanal
COMPARTILHAR
Artigo anteriorBC organiza mutirão de renegociação de dívidas antes do Natal
Próximo artigoSAÚDE: PREFEITURA ADQUIRE NOVOS EQUIPAMENTOS
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro e consultor político, estudante de direito e vice-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais do Interior do Espírito Santo - eleito para o biênio 2021-2023. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook