Festa de Corpus Christi é tema na Cultura

Secretário de turismo de Castelo explicou ao colegiado da Ales os preparativos para a confecção de tapetes, que envolve 3 mil voluntários

0
Segundo Nino Claure (c), o evento realizado em Castelo é a 10ª maior festa católica do país / Foto: Tati Beling

A tradicional festa de Corpus Christi do município de Castelo foi tema da reunião da Comissão de Cultura e Comunicação Social nesta segunda-feira (10), no Plenário Judith Leão Castello Ribeiro.

O secretário de Turismo de Castelo, Nino do Val Claure, e o vereador Warlen Bortoli foram convidados para falar sobre a 56° edição do evento, que acontece nos dias 19 e 20 de junho, no centro da cidade.  A programação está disponível no site da Prefeitura.

Publicidade Publicidade

De acordo com o secretário, a festa, que acontece na sede de Castelo, é a 10° maior festa católica do país e é realizada pela Paróquia Nossa Senhora da Penha em conjunto com a Prefeitura. O evento com a participação de três mil voluntários de todo o município.

Claure explicou que o planejamento, começa com um ano de antecedência. São 20 paróquias envolvidas no trabalho, que tem auxílio de artistas plásticos que idealizam os quadros a serem desenhados pelos voluntários.

Os tapetes têm 2 mil metros e cerca de 80 mil turistas passam pelas ruas do município para apreciar a arte que, segundo Claure, começou com as freiras que atuavam no hospital municipal e que, por ocasião da data de Corpus Christi, faziam a decoração com folhas em frente à capela que fica na área do hospital. Corpus Christi refere-se à celebração pelos católicos da instituição do sacramento da eucaristia e, de acordo com calendário litúrgico, ocorre em uma quinta-feira, em data móvel.

Museu 

O secretário disse que, devido à procura pelos tapetes fora do período de festas, a Secretaria Municipal de Turismo planeja montar uma espécie de museu, em os visitantes poderão conhecer a história da festa por meio de fotos e objetos. A proposta inclui a possibilidade de confeccionar um tapete no local.

Para o presidente do colegiado, deputado Torino Marques (PSL), o museu fomentará o turismo da região: “Castelo tem um potencial turístico maravilhoso, com opções de diversão, cultura e lazer durante todo o ano. A criação do museu de Corpus Christi, com a possibilidade de o visitante confeccionar a peça artesanal, levará ainda mais pessoas ao município”, afirmou.

Pontos turísticos

Claure ainda falou sobre as inúmeras opções de visitação encontradas em Castelo, que abriga dois parques estaduais: Forno Grande e Parque das Flores. O secretário ainda citou a rampa de voo livre e a Fazenda do Centro, onde, segundo ele, desenvolveu-se a colonização espiritossantense pelos jesuítas.

“Além da festa de Corpus Christi, Castelo tem atrações que agradam todos os tipos de público e uma população que tem prazer em preparar a cidade e receber os visitantes”, disse.

A presidente da BBTUR/ES, Berenice Tavares, falou sobre a importância de fomentar o turismo de contemplação: O turismo não depende apenas de datas festivas. Castelo tem lugares belíssimos e é necessário divulgar mais as belezas da paisagem naquela localidade para que o turista que visita a festa se interesse em voltar para explorar as belezas da região”, disse.

Calendário estadual

A representante da Secretaria de Estado de Comunicação Social (Secom) Kenia Gava participou da reunião e informou que o evento, que já faz parte do calendário estadual, pode entrar no planejamento do turismo religioso do Espírito Santo.

“É uma festa muito conhecida e que já faz parte das tradições capixabas. A intenção do governo do Estado é incluí-la no roteiro de turismo religioso do Espírito Santo”, disse.

Além de Torino Marques, participaram da reunião os deputados Carlos Von (Avante) e o Delegado Danilo Bahiense (PSL).

Comentários no Facebook