Ferramentas tecnológicas dinamizam aulas na Escola Joaquim Caetano de Paiva

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Escola utiliza redes sociais e aplicativos para envolver alunos e famílias nas atividads.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Medio (EEEFM) Joaquim Caetano de Paiva, em Laranja da Terra, buscou se reinventar para o desenvolvimento das ações escolares durante a pandemia da Covid-19. Entre os vários meios encontrados para tornar isso possível, além de grupos em aplicativos como WhatsApp – que já existiam mesmo antes da pandemia, estão sendo aplicadas aulas através do Meet.

Publicidade Publicidade

São realizadas conversas, explicações sobre atividades enviadas, correções de exercícios. Também foi criado um padlet, mural virtual que permite que os alunos e professores compartilhem suas produções, enviem sugestões e comentários. Tudo isso tem aproximado ainda mais escola e comunidade e permitido que pais e professores se mantenham em contato constante.

“A criação do padlet da turma do 2º ano foi uma primeira ação para conectar ainda mais estudantes e escola. As crianças querem se ver, ter contato umas com as outras. Em nossos encontros sempre relatam a saudade estarem juntos, das brincadeiras. Muitas ações estão sendo realizadas para manter o vínculo e a aprendizagem ativos”, disse a professora de Língua Portuguesa e Atividade de Pesquisa, Jackeline Krause Pagung.

A mãe do aluno Enzo Pedro Zambon, Veruska Pedro, destacou que a ferramenta Padlet, por exemplo, passou a ser mais uma possibilidade de interação entre a escola e os alunos. “A partir do momento que nele podemos expor as atividades individuais das nossas crianças, passando a fazer parte de um grande mural coletivo, podem expressar sua evolução e, principalmente, as maravilhas que vêm produzindo. Estou gostando muito das possibilidades que vêm nos sendo apresentadas para manter o ciclo da aprendizagem em constante evolução”, disse.

Comentários no Facebook