Após 56 anos de festa, Castelo ganha uma exposição permanente de Corpus Christi, que reúne além da “Retrospectiva de Corpus Christi”, iniciada em 1999, por iniciativa de Joelma Cellin e Luciano Tadeu Camporez, conta com materiais gráficos, fotos, publicações em jornais e revistas, e traz também elementos que simbolizam e identificam a festa.

Os elementos que compoem o acervo são mostras de materiais e formas utilizadas na confecção de tapetes e passadeiras, maquete da igreja matriz, elementos artísticos que remontam a história da festa, além de imagens que encantarão todos os visitantes.

Publicidade Publicidade

Um dos materiais que mais chama atenção na exposição são os ladrilhos hidráulicos, que foram utilizados na construção da Igreja Matriz Nossa Senhora da Penha, de 1955 a 1965, históricos pelo desenho que formavam e exuberante pela qualidade do material que não se deteriorou apesar do passar dos anos. Os ladrilhos foram doados pela senhora Isaura Libardi Davel, exclusivamente para a exposição.

A exposição acontece no Centro Cultural e Turístico de Castelo, localizado na rua Antônio Machado, próximo à Praça Três Irmãos, durante todo o ano e se tornará mais um atrativo turístico do município.

Comentários no Facebook