Evento celebra fundação do Conselho de Desenvolvimento Regional da microrregião central serrana

0
Foto: Leandro Braga

O Conselho Regional de Desenvolvimento da microrregião central serrana foi instituído nesta sexta-feira (05), em evento foi realizado no município de Santa Teresa. O prefeito da cidade, Gilson Amaro, foi indicado para presidir o conselho, enquanto o prefeito de Itarana, Ademar Schneider, responderá como vice.

A vice-governadora Jacqueline Moraes esteve presente ao evento e destacou a importância do debate com a população para as definições das estratégias de governo. “Este governo tem um planejamento, sabe aonde quer chegar. É importante saber onde colocar o orçamento ouvindo as pessoas. Ninguém conhece mais a sua localidade do que quem vive nela. O mais importante é saber que o nosso governo está realizando um planejamento para os quatros anos, com ações que de fato irão acontecer e colaborar com a qualidade de vida dos capixabas”, reforçou a vice-governadora.

Publicidade

Jaqueline Moraes ainda ressaltou a aproximação do Governo em relação às demandas regionais. “Como tudo hoje funciona em rede e as pessoas estão conectadas o tempo todo, elas precisam também conectar-se com os projetos que o Governo está apresentando, já que o que se busca é considerar toda a realidade que norteia a população do Estado do Espírito Santo”, declarou.

Já o coordenador executivo do Plano Regional de Desenvolvimento, Paulo Menegueli, pontuou que os conselhos contribuirão para o desenvolvimento regional equilibrado. “A instalação dos conselhos vai nos ajudar a reduzir as desigualdades sociais e regionais. Vamos identificar as principais vocações de cada microrregião do Estado, e assim definiremos ações estratégicas que contribuam para o desenvolvimento de forma organizada e sustentável”.

A ampliação do ambiente de articulação, por intermédio dos conselhos, esteve entre os benefícios destacados pelo secretário de Estado de Planejamento, Álvaro Duboc. “O Governo quer estimular o desenvolvimento do Espírito Santo com visão de futuro, a partir dos desafios, oportunidades e potencialidades de cada uma das dez microrregiões do Estado. Quer criar um ambiente onde possam ser debatidas e definidas diretrizes e ações integradas, com base na articulação de interesses do poder público local, do setor produtivo e da academia, e assim obter também a melhoria da qualidade dos serviços públicos oferecidos à população em cada microrregião”.

A Diretora de Estudos e Pesquisas do IJSN, Eduarda La Rocque, apresentou o panorama da região, com indicadores socioeconômicos e potencialidades locais, com destaque para “os recursos naturais e a biodiversidade local”. “Precisamos ressaltar aqui a presença fortíssima do agroturismo e de grandes eventos regionais que já acontecem, por exemplo, em Santa Teresa. Na agricultura, temos o importante papel de Santa Maria de Jetibá, maior produtora de ovos do país. A essência do desenvolvimento está aqui. O que estamos buscando é potencializá-la por meio de um projeto de Estado e uma pactuação que ultrapasse os limites municipais”.

Além o Poder Executivo municipal, os conselhos são compostos por representantes do Poder Legislativo, setor produtivo, entidades locais e demais organizações da sociedade civil poderão indicar seus representantes para a formação do conselho. Compõem e microrregião central-serrana os municípios de Itaguaçu, Itarana, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá e Santa Teresa.

Os conselhos

Ao todo, nove conselhos serão instalados até o mês de setembro. O primeiro conselho foi instituído no dia 16 de maio, contemplando a microrregião central-sul. O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Victor Coelho, e o prefeito de Vargem Alta, João Altoé, foram os indicados para desempenhar as funções de presidente e vice-presidente, respectivamente.

No dia 30 de maio, o Conselho Regional de Desenvolvimento do Litoral-Sul foi implantado, tendo como presidente o prefeito de Anchieta, Fabrício Petri.

Já o Conselho Regional da microrregião do Caparaó tem como presidente a prefeita do município de Guaçuí, Vera Costa. O prefeito de Ibitirama, Reginaldo Simão, responderá como vice. A formação foi realizada no dia 13 de junho.

No dia 28 de junho foi implantado o Conselho Regional de Desenvolvimento da Microrregião Sudoeste Serrana, que terá como presidente o prefeito de Conceição do Castelo, Christiano Spadetto. O prefeito de Laranja da Terra, Josafa Storch, responderá como vice.

Na Grande Vitória, as ações serão realizadas pelo Conselho Metropolitano de Desenvolvimento da Grande Vitória (Comdevit), que reúne os sete municípios que compõem a região – Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Guarapari e Fundão.

Plano Regional de Desenvolvimento

O Plano Regional de Desenvolvimento foi lançado pelo Governo do Estado no dia 10 de abril, em Cachoeiro de Itapemirim. O coordenador executivo do Plano, o subsecretário Paulo Menegueli, explica que o objetivo dos conselhos é criar um ambiente de articulação e integração de interesses das microrregiões a partir das vocações, desafios e oportunidades identificadas para cada área e buscar o desenvolvimento regional integrado de forma equilibrada e sustentável.

Além da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes), fazem parte do comitê gestor do Plano, a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), a Secretaria de Economia e Planejamento (SEP) e o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

A política de desenvolvimento regional tem como diretriz o equilíbrio do desenvolvimento em todo Estado, buscando potencializar os arranjos produtivos existentes e gerar novas oportunidades. A ação de governo se orienta pela busca do equilíbrio e contemplará ações bem estruturadas, focadas na busca de investidores capazes de consolidar ou adensar cadeias produtivas já existentes.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.