Estado ganha a segunda Academia Estudantil de Letras

0

Com o objetivo ampliar a cultura da leitura e da escrita nos alunos, o Centro Estadual de Ensino Fundamental de Tempo Integral (CEEFTI) Galdino Antônio Vieira, em Vila Velha, fundou a segunda Academia Estudantil de Letras (AEL) do Espirito Santo em homenagem ao escritor e psicanalista Ítalo Campos, membro da Academia Espírito-Santense de Letras.

“A iniciativa busca explorar a função humanizadora da literatura, sensibilizando e provocando reflexões, para elevar a autoestima e favorecer o exercício do protagonismo infantojuvenil”, afirmou a diretora da escola, Ivanna Silva Carneiro da Frota.

Publicidade Publicidade

Cada aluno escolhe um autor da literatura e realiza pesquisa sobre o assunto. Em cada encontro, de maneira lúdica, é oportunizado que um dos membros possa falar sobre o tema por meio de um seminário sobre o autor. 

A primeira Academia Estudantil de Letras do Estado foi inaugurada em 2016, no Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio de Tempo Integral (CEEFMTI) Joaquim Beato, na Serra, e tem como patrono o professor e escritor capixaba Francisco Aurélio Ribeiro, presidente da Academia Espírito-Santense de Letras.

Comentários no Facebook