Escolas compartilham experiências das APNPs sem mediação tecnológica

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

Em continuidade aos webinários sobre as Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs), nesta sexta-feira (24), foi realizada a quarta live, na ocasião, com o tema “experiências off-line – parte 2”. A ação faz parte de uma série de webconferências realizadas pela Secretaria da Educação (Sedu), por meio da equipe da Sedu Digital.

Participaram da web o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, e três profissionais da Rede Estadual: o diretor Gederson Vargas Dazilio, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) José Giestas, de Afonso Cláudio; a pedagoga Graziella Gonçalves, da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Córrego do Cedro, em área de assentamento do município de Conceição da Barra; a professora Edicleia Feliz Ferreira, da (EEEF) Córrego Patioba, de Sooretama.

Publicidade Publicidade

O secretário ressaltou a importância de compartilhar as experiências das APNPs nos modos on-line e off-line. “Já tivemos duas webs com escolas que dividiram conosco as experiências exitosas com o uso de tecnologia, e agora estamos dando voz às escolas que precisaram optar pela mediação off-line”.

O diretor Gederson Dazilio falou sobre as estratégias iniciais das atividades sem mediação tecnológica, devido ao fato de a escola ser localizada em Vila Pontões, interior de Afonso Cláudio, como a falta da transmissão da TV aberta, torre de telefonia com baixo alcance e, consequentemente, sem acesso à internet. O relevo acidentado e a época da colheita do café também foram fatores que dificultaram.

“Por conta das peculiaridades da nossa comunidade, inicialmente, traçamos algumas estratégias. Toda segunda-feira, os professores ficam de plantão na escola para que os pais possam buscar as atividades. Muitos pais, por ser período da colheita do café, não podem ir durante o dia. Então, os profissionais dedicados da Escola José Giestas levam as atividades para suas casas e os pais vão até eles buscarem, no momento oportuno”, disse Gederson Dazilio.

Reuniões de alinhamento, mediação de conhecimento e validação das APNPs impressas são realizadas semanalmente pelos professores, pedagogos e demais profissionais da unidade escolar.

Aproximadamente 400 pessoas acompanharam a web. O vídeo, com as duas outras experiências, pode ser assistido no canal da Sedu no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCrhGi-4uMzAnpC0Bv8ELebQ.

Comentários no Facebook