ES Solidário entrega doações de roupas para pessoas em situação de rua

0
EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

O ES Solidário realizou uma entrega de roupas ao Centro Pop de Vila Velha, nesta quinta-feira (23). As peças são fruto de doações da sociedade civil nos quartéis do Corpo de Bombeiros, por meio do programa, para destinação à população em situação de rua.

A coordenadora de Políticas para a População em Situação de Rua da Secretaria de Direitos Humanos, Neiriele Marques, foi quem levou as doações e falou da importância desse encaminhamento, visto que o público que será atendido é pauta constante da pasta.

Publicidade Publicidade

“Por estarmos em um momento de pandemia e alguns serviços não estarem funcionando integralmente, as pessoas em situação de rua muitas vezes não conseguem lavar suas roupas, então precisam trocar com mais frequência. Além disso, estamos no inverno. Então, com o frio, também há a necessidade de roupas que protegem mais o corpo. Também conseguimos doações de lençóis e toalhas, que são itens muito importantes para essa população”, destacou Neiriele Marques.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, frisou a abrangência do programa ES Solidário, que tem um foco na doação de cestas básicas, por serem de primeira necessidade, mas que consegue atender também a outras demandas da população mais vulnerável.

“O ES Solidário é um programa que vai para além da arrecadação de cestas básicas e kits de higiene. Nós arrecadamos utensílios e materiais que são importantes para a manutenção de outros direitos da população. Dessa forma, o programa arrecada máscaras, álcool, álcool em gel, fraldas descartáveis, doação de serviços, tudo que seja importante para que, neste momento de pandemia, possamos garantir mais direitos às pessoas”, explicou a secretária Nara Borgo.

A auxiliar de Coordenação do Centro Pop de Vila Velha, Cristiane Sily, afirmou que o local atende a uma média de 70 pessoas, por dia, e possui um grande fluxo mensal, avaliando a doação como extremamente importante para o público.

“Por meio das nossas políticas públicas, conseguimos oferecer vários serviços e itens de necessidade, mas alguns não, como é o caso das roupas. Para cedermos isso para eles, precisamos de doações, de campanhas, mas não isso é algo rotineiro. São poucas as pessoas que têm essa visão. O nosso estoque de roupas masculinas estava zerado, não tínhamos lençóis, não tínhamos cobertores, as roupas femininas estavam acabando, então essa doação veio em uma hora maravilhosa”, declarou.

ES Solidário

O programa ES Solidário atende às demandas por meio de solicitações feitas por municípios, coletivos, associações e igrejas com ações sociais, que direcionam as doações de donativos às pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza.

Os donativos são recebidos por meio de doações feitas por empresas e pela sociedade civil. Contribuições em dinheiro são usadas para a compra de alimentos e outros itens essenciais. Os repasses são feitos em parceria com o Corpo de Bombeiros, responsável pela logística de entrega.

Desde o início do programa, foram arrecadados e distribuídos 10.729 cestas básicas, 4.665 kits de higiene e limpeza, 351 pacotes de fraldas geriátricas, 210 frascos de álcool em gel, 1.031 máscaras, além de 4.646 itens avulsos. No total, até o momento, famílias de 40 cidades capixabas foram atendidas pelo ES Solidário.

Repasse do Governo a projetos

O Governo do Estado anunciou, no início deste mês de julho, o repasse de R$ 983.872,60 aos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica e Vila Velha para cofinanciamento de projetos de apoio às pessoas em situação de rua durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Pelo período emergencial de três meses, os recursos garantirão à população em situação de rua alimentação, atendimento psicossocial, encaminhamentos para a rede municipal, reinserção familiar e auxílio para aumento da equipe, além de espaços de higienização pessoal (banheiros com chuveiros e vasos sanitários) e espaços de higienização coletiva (tanques com torneiras e máquinas para lavagem de roupas). A ação está inserida no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Comentários no Facebook