Um dos principais segmentos de pacientes é formado por mulheres grávidas, interessadas em fortalecer a musculatura.

O segmento de saúde está em alta. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 142,8 milhões de brasileiros se consultam com um médico durante o ano. Diante da alta procura, vários modelos ne negócios surgem no setor. O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) tem viabilizado a vários empreendimentos capixabas o apoio necessário à sua consolidação no mercado.

Em Vitória, a Fiosiopelv, clínica especializada em fisioterapia pélvica, investiu com recursos do Bandes na oferta de tratamentos estruturados sob o conceito de medicina humanizada. A clínica foi idealizada pelas sócias e fisioterapeutas Priscila Gomes e Ana Carolina Amorim, que através do toque, cuidam e reabilitam.

Publicidade Publicidade

A ideia do empreendimento surgiu após Priscila Gomes participar de um curso de especialização na área de fisioterapia pélvica no Rio de Janeiro (RJ). Na ocasião, conheceu Ana Carolina, professora do curso, que estava prestes a se mudar para Vitória. Unindo os conhecimentos avançados da Ana Carolina na área e a rede de contatos de Priscila, as sócias viabilizaram a abertura da nova empresa.

Atualmente, o negócio tem duas unidades em funcionamento: a matriz localizada no bairro Praia do Canto e a filial, no bairro Jardim da Penha. No início as sócias tiveram dificuldade para encontrar fisioterapeutas especializadas em tratamento da pelve para compor a equipe. Naquela época, há cinco anos, essa era uma área de atuação ainda nova no Estado. “Mesmo gostando da área, nenhuma das candidatas às vagas tinha especialização, então as recebemos, ajudamos a treiná-las e demos incentivos para que fizessem cursos fora do Estado”, relatou Priscila Gomes.

Hoje, a equipe da Fisiopelv conta com nove fisioterapeutas, todas especializadas na área. A clínica oferece aos capixabas tratamentos das incontinências, disfunções sexuais, disfunções miccionais na infância e no pré e pós-parto.

As mulheres grávidas estão entre as que mais procuram a clínica, interessadas em fortalecer a musculatura da pelve, sobrecarregada durante a gestação.

Diante do aumento da demanda, a clínica, que hoje consegue realizar cerca de 600 atendimentos por mês, precisou adaptar seu espaço. “Chegou um momento em que o fluxo de pacientes aumentou muito! E eu me vi em um espaço pequeno que não atendia à demanda, estava criando fila de espera de clientes e eles precisavam ser atendidos com rapidez. Tive que expandir o espaço da clínica matriz, foi quando procurei o Bandes”, explicou Priscila Gomes.

No banco capixaba, a clínica obteve recursos para investir nas obras de reestruturação do novo espaço. Empreendimentos como a Fiosiopelv têm acesso às linhas de crédito do Bandes nas diferentes etapas do plano de negócios, como implantação, modernização, expansão e investimento em inovação e capacitação da equipe. No Bandes, os empresários contam com o atendimento de gerentes de Negócio que auxiliam na construção do projeto de financiamento e orientam o empreendedor no acesso à solução de crédito mais adequada para o desenvolvimento do negócio.

Texto de Beatriz Moreira

Comentários no Facebook