EMES oferece curso à distância sobre tutelas provisórias em tempos de pandemia

0
DETRAN VERÃO 21 Publicidade EMPÓRIO MARCENARIA
J. Regionalidades vc por dentro de tudo Publicidade Detran carnaval Publicidade Agência Solução
SESA Aedes Aegipty Publicidade CORONAVÍRUS - SESA Publicidade CAMPANHA VACINAÇÃO GRIPE Publicidade Publicidade Publicidade MAIO AMARELO 2020 Publicidade EMPATIA NO TRÂNSITO Publicidade EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO JULHO/2020 Publicidade DENGUE NOV/2020 Publicidade BEBIDA E DIREÇÃO DEZ2020 Publicidade

As vagas são limitadas, de acordo com as especificidades da plataforma a ser utilizada.

​Integrantes do Poder Judiciário do Espírito Santo participam, no próximo dia 07 de agosto (sexta-feira), das 8h30 às 11h30, do Curso Tutelas Provisórias em Tempos de Pandemia. A capacitação será oferecida por meio de videoconferência com transmissão ao vivo em plataforma eletrônica de acesso gratuito.

Publicidade Publicidade

​O curso será ministrado pelo juiz de direito do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Maurício Ferreira Cunha, com o objetivo contribuir para a aplicação adequada das tutelas provisórias, especialmente em tempos de pandemia, com foco nos principais aspectos práticos implementados na legislação processual civil e a correlação com as demandas.

​A proposta é garantir uma melhor compreensão da aplicabilidade das medidas de urgência e de evidência, uma vez que, diante do estado de calamidade pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo 6, de 20/03/2020, os pleitos judiciais se tornaram recorrentes.

​A disponibilização do curso leva em consideração, ainda, a Recomendação nº 63, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que disciplina, dentre outras situações, a necessidade de que os juízos avaliem, com especial cautela, o deferimento de medidas de urgência em razão da pandemia do Covid-19.

​Nesse sentido, durante a capacitação serão abordados os seguintes tópicos: conceito e classificação; requisitos para a concessão; responsabilidade objetiva; tutela provisória de ofício; limites à concessão de tutela provisória; tutela provisória e Fazenda Pública; e tutela provisória, calamidade pública e excepcionalidade.

​As vagas são limitadas, de acordo com as especificidades da plataforma a ser utilizada.

​Para se inscrever, clique no link a seguir: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScvHYiCq_NL3ja_Yt6rQMj-sl0QhbRUWmjA6cRmJggHWpI8Ww/viewform

Comentários no Facebook