Após ter sofrido ataque enquanto se pronunciava na tribuna da Câmara Municipal de Santa Teresa, o presidente da casa de leis, vereador, Bruno Araújo (PV), encaminhou nota de esclarecimento dos fatos ocorridos durante a sessão ordinária na noite da última terça-feira (13).

Em nota, Bruno, informa que em momento algum criticou pessoas, durante sua fala na tribuna, mas sim postagens nas redes sociais que distorciam as informações sobre o Projeto de Lei n° 016/2019.

Publicidade Publicidade

“Durante minha fala na tribuna da Câmara de Santa Teresa na última terça-feira (13) critiquei algumas postagens nas redes sociais que distorciam as informações sobre o Projeto de Lei n° 016/2019, no entanto, em nenhum momento, citei nomes de pessoas.”

O vereador completou ainda sua defesa em prol do PL 016/2019. “Eu defendo a proposta de troca da atual iluminação pela iluminação de LED e entendo que irá beneficiar toda a população. A Câmara é um espaço democrático de debates e discussões onde não há espaço para agressões.”

Entenda o caso

Enquanto discursava na tribuna da Câmara Municipal de Santa Teresa, sobre o projeto de financiamento para troca de aproximadamente 1.774 luminárias comuns por lâmpadas de Led, por meio do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), o vereador Bruno Araújo (PV), presidente da casa de leis foi agredido, por um morador do município. As agressões aconteceram durante uma sessão, na noite desta terça-feira (13).

Em sua fala o vereador também criticava postagens feitas em redes sociais contra o projeto que estava na pauta para votação, quando foi surpreendido por Gabriel que invadiu a tribuna e o agrediu com bolsadas até ser contido por servidores.

“Não me arrependo, porque eu acho que não precisava chamar as pessoas de mentirosas”, afirmou Gabriel, ao site Tribuna Online, complementando que talvez faria isso de novo.

Apesar das agressões e de dizer que não está arrependido, o recepcionista reconhece que poderia ter feito diferente, indo até a frente da tribuna e questionado o vereador. “Foi coisa do momento e aconteceu”, disse ele.

O outro lado

Por meio de nota, a Camara Municipal de Santa Teresa lamentou o ocorrido da terça-feira (13). “A Câmara é um espaço democrático de debates e discussões onde não há espaço para violências e agressões”, diz trecho.

Confira o vídeo completo do pronunciamento:

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEspírito Santo sediará a maior feira do Agroturismo do País em novembro
Próximo artigoVice-governadora participa de ação de combate à violência contra as mulheres em terminais
Elan Costa
Elan Costa é jornalista sob o registro MTE 3512/ES, articulista, marqueteiro político e estudante de direito. Atuou na Gerência de Jornalismo e Relações Públicas da Prefeitura de Guarapari, trabalhou como Jornalista Correspondente do Jornal A Tribuna, no Noroeste do ES, foi coordenador de comunicação na Câmara Municipal de Santa Teresa, assessor de comunicação na Amunes - Associação dos Municípios do ES -, e assessor político em diversos órgãos. É marqueteiro político, tendo atuado na campanha eleitoral para prefeito, em 2016, para deputado estadual em 2018, e novamente para prefeito e vereadores, em 2020. É fundador e proprietário do Jornal Regionalidades.

Comentários no Facebook